Após desmentir 'boatos', Adenízia tem contrato rescindido com Scandicci

Uma semana após a central Adenizia Ferreira desmentir a noticia dada pelo jornalista Gian Lucca Pasini, do blog italiano Dal 15 a 25, de que estaria negociando a saída do Scandicci, o próprio clube anunciou a saída da jogadora em seu site.  A atleta chegou a postar, em suas redes sociais, um vídeo chamando a informação de fake news. Segundo Gian Lucca Pasini, a atleta se dedicaria ao sonho de participar de mais uma olimpíada, mesma justificativa dada em nota no comunicado pela jogadora.

Adê se despede do clube italiano que estava desde 2016 (Foto: Divulgação)



Adenízia chegou ao Scandicci em 2016 e está em sua quarta temporada consecutiva com o clube.Na temporada 2017/2018, ele também ganhou o prêmio de Melhor Central de toda a Série A1, com noventa e nove bloqueios. "A Companhia agradece a Adenizia por esses anos juntos e deseja um futuro de sucesso", dizia a nota do clube.

Leia na integra o depoimento da atleta sobre a sua saída.

 "Quero agradecer ao clube por tudo o que vivenciei nesses três anos. Foi uma experiência maravilhosa para mim, tanto em nível de personagem quanto como atleta. Eu recomendo a todos que vivam uma experiência como essa. Nesta sociedade, eles me ajudaram em todos os aspectos, além de ter feito grandes amigos. O presidente me levou como filha e foi muito importante me acostumar a morar fora do Brasil.Agradeço a todas as meninas que conheci e que fizeram parte da minha experiência, vivi outro vôlei, cresci com elas mudando minha vida. maneira de jogar. Vou apoiar Savino Del Bene para sempre, mesmo de longe, e meu coração é branco e azul e permanecerá para sempre. Não é um adeus, é um "até breve" e voltarei mais forte, mais pacífico e calmo. Agradeço a todos os fãs que me receberam, brincar com eles foi uma experiência de amor. Eles foram o sétimo jogador em campo. Nestes três anos, entrei na academia todos os dias com o desejo de fazer bem e trabalhar. Agora estou voltando ao Brasil para um grande sonho: viver a terceira Olimpíada. Saio do vôlei Savino Del Bene, mas o coração permanece aqui ”.

Comentários

  1. Um crente que torce17 de janeiro de 2020 14:28

    Eu gosto muito dela, ela é a minha favorita, espero e torço em orações para que recupere logo seu melhor ritmo e jogue como nunca e assim possa brilhar em Tóquio, até mesmo porque jogando com a Macris eu acredito que ela poderá brilhar muito assim como já fizeram em Toronto 2015.

    Até acho que as centrais deveriam ser:

    Mayani do Barueri - Por ser nova e talentosa, na minha opinião é importante para o futuro não só dela mas de todo o grupo que será renovado(Se Deus quiser);
    Thaísa - Nem vou explicar;
    Adenízia - Se estiver em forma formará uma ótima dupla com Thaísa e pelas mãos da fada vegana ela poderá dar seus ataques à lá Cubana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo adê só irá pra essa olimpíada se for pra ser reserva igual nas outras, vamos ser realistas o zé nunca deu chance a ela de ser titular em competições importantes

      Excluir
    2. Sendo realista, independente de preferencias, pois a única que conta é a do ZRG, nem pra reserva ela irá, pois conhecendo os critérios do técnico da seleção não vejo Adê em seus planos. Duas ou três jogadoras teriam que estar lesionadas para Adê ir para Tóquio

      Excluir
  2. Gosto muito da Adenizia, além de ser uma exímia bloqueadora traz uma energia única aos jogos. Ela evoluiu muito na Itália e espero que recupere seu melhor voleibol para disputar, em posição de igualdade a vaga com as outras jogadoras. Diria que, com exceção da Thaísa que está soberana esta temporada, a briga de centrais está bem em aberto.

    Fabiana não vem fazendo uma boa temporada no Japão, mas pesa a questão da experiência e liderança;
    Carol vem fazendo uma temporada muito boa, com atuações regulares (tanto no bloqueio quanto saque) pelo praia, mas se levarmos em consideração a última temporada de seleções ela quase não apareceu, pesa um pouco contra ela a questão da estatura, mas acho que ela sabe contornar muito bem isso;
    Gattaz tem um entrosamento muito bom com a Macris e é sempre eficiente no ataque, mas já não consegue ter essa eficiência toda no bloqueio. O principal ponto negativo é a parte física já que as olimpíadas são muitos jogos em um curto intervalo de tempo;
    Juciely é outra que está voando essa temporada com atuações muito regulares. Assim como Gattaz pesa a parte física e que foi preterida por todo o ciclo olímpico;
    Mara e Bia que vinham numa constante evolução depois da temporada de seleções estão jogando muito abaixo do que podem. Enquanto uma ataca e não bloqueia a outra bloqueia e não ataca. Gosto muito do astral da Mara dentro de quadra, mas se quiser ir pra Tóquio tem que melhorar muito;
    Adenízia está voltando de lesão, mas se conseguir se recuperar tem um dos melhores bloqueios daí e é muito raçuda.

    HOJE, eu ia de Thaísa, Carol e Fabiana, mas muita coisa pode mudar ainda. Só não convocaria as 3 jogadoras com 30+. A Thaísa está em outro patamar, enquanto que as outras, pra ser bem sincero, estão num nível muito parecido.

    Curioso pra saber aonde que ela vai jogar e achei meio desnecessário ela desmentir algo que veio a se concretizar na semana seguinte, mas quem sou eu pra falar de algo...

    ResponderExcluir
  3. Vem meu bem ser mediana aqui no Brasil também.

    Com relação as centrais olímpicas, independente da escolha, Zé, só não leve BIA, pelo amor de Deus, não dou conta de tanta pingada e gritos histéricos como se fosse a fodona quando bloqueia.

    ResponderExcluir
  4. Falando na Adenizia, pq que sempre que ela ta na rede ela fica gritando “VEEEEM” como se fosse uma louca ??? kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que ela se inspira na Yuan gaviônica !

      Excluir
  5. Tanto ela quanto a Bia e a Carol, são centrais que pecam muito no ataque, p quem tinha a Fabiana e Thaisa marcando na faixa dos 20 pontos contra grandes seleções, c essas 3 a coisa é diferente. E a Ade até no Ckube,sempre foi gongada pelas levantadoras, passa várias redes sem receber bolas

    ResponderExcluir
  6. O blog e as opiniões aqui são democráticas e temos que sempre respeita-las. Já começo assim pra não dar motivos de desconfortos com ninguém.

    Opinião é algo muito esquisito pois eu não consigo imaginar a Mayany em Tóquio. Não em 2020. Assim como Mara, Bia, Carol e Juciely.

    Nada contra os vôlei de todas, são excelentes jogadoras, cada uma contribuindo de uma forma. Mas pra Olimpíadas temos que olhar pro mundo e ver como estão as outras seleções e como o próprio Zé disse quem estiver melhor jogando, independente da idade.

    Se houver coerência no discurso, a única garantida e unânime é Thaisa.

    Em aberto: Fabiana, Adenizia, Gattaz (dúvida, muitas) se fosse o Zé levaria só pelo entrosamento com a Macris aliviando a rede, muito melhor que várias outras centrais.

    As demais, eu sinto muito, mas não consigo imaginar no time principal, ainda mais com 12 no elenco e só 3 vagas de centrais (o Zé vai levar 4 ponteiras, né?).

    Acredito que Adenizia vindo para o Brasil será capaz de demonstrar um bom jogo como sempre, mas eu só tenho lembranças dela de reserva. Não que não mereça, mas talvez precise de algo novo.

    Quem eu acho que vai:
    Fabiana, Thaisa e Adenizia

    Quem eu gostaria:
    Thaisa, Fabiana e Gattaz


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela vem pro Barueri, né? Vai jogar só um turno e cair nas quartas de final da superliga. Não acho suficiente pra justificar a ida às Olimpíadas? Zé Roberto vai usá-la de titular na Liga das Nações?

      Excluir
    2. Ela vai pro SESI Bauru.

      Excluir
    3. Adê nunca conseguiu se firmar na seleção. não vejo nenhum fato novo provando ao contrário, ainda mais vindo de uma cirurgia e mostrar serviço no segundo turno da superliga. Não acho que será lembrada para Tóquio. Talvez seja chamada para Liga das Nações.... Creio que vai brigar por vagas não vai fujir daquilo que já sabemos: Mara, Bia e Fabiana e Thaisa. Agora se houver lesões tudo pode mudar....

      Excluir
  7. Ela vem pro Barueri, né? Vai jogar só um turno e cair nas quartas de final da superliga. Não acho suficiente pra justificar a ida às Olimpíadas? Zé Roberto vai usá-la de titular na Liga das Nações?

    ResponderExcluir
  8. Espero que se ela for pra Bauru não tenha a queda brusca de rendimento que teve a Mayhara. Em nada lembra aquela que jogava no Sesc, nada!

    ResponderExcluir
  9. Ela é uma incógnita. Se estiver fisicamente bem, deve ser testada para Tóquio. Nós temos boas centrais, o problema é que tivemos ao mesmo tempo as duas melhores do mundo (Thaísa e Fabiana) e achamos que elas durariam para sempre e ninguém foi preparada para ocupar o lugar delas. Nessa altura, jogadoras como Mayhara, Maiane, Lara e Milka, já deveriam estar “prontas” e brigando por vaga na próxima olimpíada, mas não estão nem perto disso. Na China e na Itália, por exemplo, uma jogadora com 25, 26 anos já é vista como alguém que deve estar no auge do seu potencial, enquanto que aqui ainda é a famosa promessa que nunca amadure e o problema quase nunca é da Jogadora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico impressionado com esse discurso de que a culpa é do técnico que não preparou a renovação. Se a geração é fenomenal, que se extraia tudo o que ela pode, até o fim. Foi assim com a Cuba na década de 90. Mireya e as Reglas Torres e Bell jogaram até o limite físico. O saldo foi ter sido o maior time da história. E quando a Yumilka Ruiz chegou, ela ganhou na bola as oportunidades para substituir a Mireya, foi uma coisa natural. Bernardinho venceu tudo com a seleção masculino sem entrar nessa insanidade da renovação tão cobrada nas redes sociais e nos blogs. Taí o time masculino há 18 anos no topo. O mico da seleção feminina neste ciclo olímpico mostra que de nada adianta essa renovação forçada, o renovar por renovar. Quero que a seleção jogue o seu melhor, não interessa se a jogadora tem 35 anos e está no time há 15 anos. Quem é craque, quem tem potencial, arranja seu espaço. Vide Thaísa que apareceu quando já existiam Fabiana e Walewska e foi para Pequim 2008 aos 21 anos. Ah, Fabiana esteve em Athenas 2004 com 19 anos. Gabi conquistou seu espaço quando tínhamos Nathalia, Garay e Jaqueline na seleção. Enfim, levar uma jogadora mediana para a seleção não vai fazer dela uma craque. Uma craque que vai para a seleção tem seu talento aprimorado, mas quem foi a craque que não teve chances na seleção?

      Excluir
    2. Tivemos uma geração fenomenal, e devíamos ter encurtado o tempo de atletas excepcionais para dar lugar a uma geração mediana? Para quê? Para antecipar os resultados ruins? Se temos chances em Tokyo 2020, e realmente temos, vai ser por conta das trintonas.

      Excluir
  10. Coitadas da central do Brasil... só imagino a festa que Zhu, bosko e Egonu vão fazer encima desse bloqueio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas vão ficar careca igual Deja McClendon

      Excluir
    2. Li , Zhang, brankica, também fazem a festa com esses bloqueios kkkkkk

      Excluir
    3. Miha? A que toma dois blocks e some da partida? Ohom kkkkkkk

      Excluir
  11. Fetisova; Koroleva e uma novata em Olimpíadas mandam beijos. Ade - a animadora de torcida - deverá voltar porque ela foi uma sortudas de Londres. kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O butthurt por Londres não passa nunca pra esse daí kkkkkkk

      Excluir
  12. Vem adenizia, a seleção precisa da sua play list pra conseguir o ouro.
    "Brados de vitória"
    "Sonda-me senhor"
    "Ressuscita-me 2.0"

    ResponderExcluir
  13. Adenizia já é carta fora do baralho a muito tempo. Não faz mais parte dos planos do Zé. Nunca foi uma jogadora excepcional. Apenas uma boa jogadora. As centrais de Tokyo serão Thaisa, Fabiana e Juciely. Podem escrever.

    ResponderExcluir
  14. Eu não acho prudente levar Thaísa/Fabiana/Gattaz, Thaísa/Fabiana/Juciely ou Thaísa/Gattaz/Juciely pelo alto risco de lesão envolvendo tais atletas. Porém, essas 4 são melhores do que as novatas. É difícil pq há muitas opções de centrais, mas a única completa entre todas é a Thaísa.

    ResponderExcluir
  15. B dia a todos... Sou técnico de voleibol a vários anos e, infelizmente, somos obrigados a trabalhar com o material humano que temos. Hoje ainda, não vejo, no voleibol brasileiro, centrais melhores que Thaísa e Fabiana para a titularidade de uma Seleção q disputará uma Olimpíada e que as demais terão que disputar a 3ª vaga. A renovação é necessária e o ZRG provou isso no Barueri, contudo, a atleta p ser selecionável deve ter muito mais q força de vontade, deve ter Dom, não importando a sua idade, desde q esteja bem fisicamente e atuando bem em seu clube.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que delicia. Quanto vc calça Emilio?

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK WTF?

      Excluir
  16. A Adenizia tá enganada se ela acha que vai para Tóquio 2020 jogando no time do Sesi Bauru! kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)