Campeonato Turco: os elencos da temporada 2019/2020

Nome Oficial: Vestel Venus Sultanlar Ligi
Número de participantes: 12
Promovidos na temporada: (2) Yeşilyurt e PTT Spor
Relegados na temporada: (2) Çanakkale e Halkbank

Representações

Champions League: Vakifbank, Eczacibasi e Fenerbahçe
CEV Cup: Galatasaray
Challenge Cup: Beylikduzu
Mundial de Clubes: Vakifbank e Eczacibasi

1. Vakıfbank SK Istanbul

Técnico: Giovanni Guidetti (ITA)

Levantadoras:
Maja Ognjenovic (SER)
Cansu Özbay

Opostas:
Isabelle Haak (SUE)
Gözde Yılmaz

Ponteiras:
Gabi Guimaraes (BRA)
Ebrar Karakurt
Meliha Ismailoğlu

Centrais:
Milena Rasic (SER)
Zehra Güneş
Kübra Akman
Melis Gürkaynak

Líbero:
Gizem Örge

Gabi Guimarães é uma das principais contratações do Vakifbank para a temporada e substituiu ninguém menos do que Ting Zhu (Foto: divulgação)

2. Eczacıbaşı Vitra

Técnico: Marco Aurelio Motta (BRA)

Levantadoras:
Carli Lloyd (EUA)
Gamze Alikaya

Opostas:
Tijana Boskovic (SER)
Melis Durul

Ponteiras:
Natália Perreira (BRA)
Yeonkoung Kim (COR)
Hande Baladın
Saliha Şahin

Centrais:
Lauren Gibbemeyer (EUA)
Beyza Arıcı
Yasemin Güveli
Ergül Avcı

Líberos:
Simge Aköz
Buse Kara

De volta à Turquia, Natália Zílio agora defende as cores das tigresas de Istambul, o Eczacibasi (Foto: divulgação)

3. Fenerbahçe SK

Técnico: Zoran Terzic (SER)

Levantadoras:
Naz Aydemir
Sıla Çalışkan

Opostas:
Melissa Vargas (CUB)

Ponteiras:
Brankica Mihajlovic (SER)
Kelsey Robinson (EUA)
Fatma Yıldırım
Damla Çakıroğlu

Centrais:
Eda Erdem
Dicle Nur Babat
Bahar Toksoy
Beliz Başkır

Líberos:
Aylin Sarıoğlu
Melis Yılmaz

Kelsey Robinson, melhor ponteira da Copa do Mundo, trocou o Vakifbank pelo Fenerbahçe (Foto: divulgação)

4. Galatasaray HDI Sigorta

Técnico: Ataman Güneyligil

Levantadoras:
Nilay Özdemir
Çagla Akin

Opostas:
Olesia Rykhliuk (UCR)
Ilkın Aydın

Ponteiras:
Anthi Vasilantonaki (GRE)
Güldeniz Önal
Cansu Çetin
Elifsu Erincek

Centrais:
Yvon Beliën (HOL)
Aslı Kalaç
Melike Yılmaz

Líberos:
Gizem Karadayı
Derya Çayırgan

Conhecida pelos anos no Volero, Olesia Rykhliuk trocou o Besiktas pelo Galatasaray (Foto: divulgação)

5. Beylikdüzü Voleybol Ihtisas

Técnico: Ali Kamberoglu

Levantadoras:
Tuğçe Atıcı
Dilara Elmacioglu

Opostas:
Elsin Rusut

Ponteiras:
Buse Cetin
Merve Tanyel
Selime İlyasoğlu

Centrais:
Bahar Akbay
Deniz Ukanik

Líberos:
Simay Kurt
Buse Kaygisiz

6. Turkish Hava Yollari

Técnico: Suphi Doğancı

Levantadoras: 
Özge Kırdar
Nursevil Aydınlar

Opostas: 
Aneta Havlickova (RTC)

Ponteiras: 
Anne Buijs (HOL)
Madison Kingdon (EUA)
Şeyma Ercan
Ada Germen
Yasemin Özel

Centrais:
Freya Aelbrecht (BEL)
Özgenur Yurtdagülen
Ceylan Arısan

Líberos:
Berrin Yıldırım
Funda Bilgi

Ex-selecionável, Orze Kirdar jogará por mais uma temporada no THY (Foto: TVF)

7. Nilüfer Blsd.

Técnico: Tore Aleksandersen (NOR)

Levantadoras: 
Buse Ünal
Ceren Cinar

Opostas:
Katerina Zhidkova (AZE)
Elif Uzun

Ponteiras:
Helene Rousseaux (BEL)
Asli Tecimer
Seda Menekse
Humay Topaloglu

Centrais: 
Merve Albayrak
Sabriye Gönülkırmaz
Aybuke Ozdemir

Líberos: 
Buse Kayacan
Resmiye Kacmak

8. Beşiktaş JK

Técnico: Kamil Soz

Levantadoras: 
Arelya Karasoy
İrem Çor

Opostas: 
Dilara Bilge
Ece Erol

Ponteiras:
Fulden Ural
Ceyda Aktaş
Yağmur Kilic
Doga Topcicek

Centrais:
Büşra Cansu
Su Zent
Fatma Beyaz
Bengisu Aygun

Líberos:
Merve Dalbeler
Tugce Ersan

Pela primeira vez na carreira, Busra Cansu deixa sua casa, o Eczacibasi, para defender o Besiktas (Foto: divulgação)

9. Karayolları

Técnico: Ali Gonencan

Levantadoras:
Elif Sahin
Kubra Keegan

Opostas:
Burcu Yuzgenc

Ponteiras:
Symone Abbott (EUA)
Tuğçe Ceyhan
Merve Nezir
Ezgi Akyaldiz

Centrais:
Yulia Gerasyvoma (UCR)
Merve Atlier
Aycin Akyol
Ezgi Kara

Líberos:
Gülçin Doğan
Selin Navruz

10. Aydın BşB:

Técnico: Alper Hamurcu

Levantadoras:
Ezgi Dilik
Duygu Duzceler

Opostas:
Meryem Boz
Semra Özer

Ponteiras:
Celeste Plak (HOL)
Maret Grothues (HOL)
Ecem Alıcı

Centrais:
Dominika Sobolska (BEL)
Hazal Selin Arifoğlu
Hande Korkut

Líberos:
Bihter Dumanoğlu
Erçe Kasapoğlu

Oposta da seleção turca, Meryem Boz é novidade no reforçado time do Aydin em seu segundo ano de liga principal (Foto: divulgação)


11. PTT Spor

Técnico: Bülent Karslıoğlu

Levantadoras:
Aslıhan Kılıç
Dolunay Çetinkaya

Oposta:
Polen Uslupehlivan

Ponteiras:
Angela Leyva (PER)
Gergana Dimitrova (BUL)
Ezgi Dağdelenler
Ayşe Kılıç

Centrais:
Nasya Dimitrova (BUL)
Janset Erkul
Ceren Baysal
Selin Toy

Líberos:
Ceren Cihan
Ülkü Genç

PTT Spor é o único estreante da liga e traz consigo Angela Leyva, também em sua estreia no Turco (Foto: divulgação)


12. Altınbaş Yeşilyurt SK

Técnico: Can Dehrioğlu

Levantadoras:
Buket Gülübay
Arzum Tezcan

Opostas:
Sareea Freeman (EUA)
Elif Boran

Ponteiras:
Tuğba Şenoğlu
Derya Çebecioğlu
Derya Güç

Centrais:
Nicole Koolhaas (HOL)
Gözde Dal İrgi
İrem Dilşatkaya

Líberos:
Ayça Aykaç
Şule Yetimoğlu


Próxima lista de elencos: Campeonato Italiano

Comentários

  1. Tentou olhar no Volleyball.it?
    Eles tinham alguns outros nomes.
    Mas definitivamente essa temporada está bem superior ao último ano por lá.

    ResponderExcluir
  2. Final esse ano será Eczacibasi x Fenerbahçe

    ResponderExcluir
  3. O problema do Vakif está nas pontas. Gabi é a ponteira mais confiável. Ao invés da Maja, o clube deveria ter ido atrás de uma ponta porradeira tipo Mihajlovic. Não sei se Haak vai aguentar a responsabilidade no Vakif. Na última temporada pelo Savino ela já vinha demonstrando insegurança na virada de bola, o que é normal pela pouca idade que tem.

    Ecz continua fraco de centrais. Gibbemeyer vai mofar no banco mais uma vez.

    Fener é, no papel, o time mais equilibrado do Turco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O maior erro do Vakif foi dispensar a Robinson.
      Eu manteria a americana e traria a Gabi, deixava a Özbay de titular e pegava outra levantadora turca. Seria top:
      - Ponteiras com excelente passe e que compensam no ataque
      -Passe na mão: centrais super acionadas, Rasic e Gunes deitariam e rolariam
      - A Haak jogaria mais solta e seria mais utilizada nos momentos de desafogo
      - A líbero Örge é impecável
      - E ainda teria a Ismailoglu e a Karakurt no banco, uma pra fazer o fundo e a outra pra definir quando a rede empacar.

      Excluir
    2. Ou seja, Maja tá sobrando no Vakif. Foi a última estrangeira a ser anunciada pelo clube e acabou sendo a pior contratação analisando todas as necessidades do time.

      Excluir
  4. A capitã do Vakif desde a saída da Kirdar é a Gürkaynak? Eu nunca vi essa mulher jogar kkk.

    ResponderExcluir
  5. Será que a Maja vai bancar??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu iria rir muito kkkkkkkk, mas acredito que não. Só se ele forçasse muito, Ozbay é meio fubá, se ainda fosse a Naz.. <3

      Excluir
    2. Lloyd deve bancar pelo limite de estrangeiras em quadra. São apenas 3 no Turco e 4 no Italiano, né?

      Excluir
    3. Maja e Rasic vão ficar se revezando em quem banca.

      Excluir
  6. Leyva tinha tudo para ser uma grande jogadora, mas o desespero dos peruanos em sair do limbo e queimar etapas de formação de atleta ferraram muito ela em alguns fundamentos, eles são profissionais nisso, incrível. Enfim, será interessante vê-la jogando uma liga que, apesar de não ser tão equilibrada, tem alguns times MUITO fortes.

    ResponderExcluir
  7. Essa americana Simpson vai jogar na Coreia um time anunciou ela, pra substituir sua compatriota Attinkson que se contundiu.

    ResponderExcluir
  8. Em questão de elenco, a liga brasileira está melhor que a Turca. O time mais equilibrado é o Fenerbahçe, ponto positivo é que o mesmo time titular que jogará a liga turca, irá disputar todas as outras competições, dando mais entrosamento as jogadoras. Tanto Vakif, qnt Eczasibasi pelo alto número de estrangeiras terá que rodar o elenco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, também vejo, no papel, o Fener como o time mais equilibrado. Talvez o único problema é não ter um banco tão equilibrado quanto. Talvez eu queime a língua mas concordo muito com os comentários sobre como a contratação da Maja pelo Vakif foi no mínimo arriscada. O Vitra está fortíssimo nas extremas, mas o meio acabou aquém. Saudades quando eles tinham a Adams e a Thaisa (apesar do desfecho deplorável dessa parceria).

      Excluir
  9. Ótimo, esperando próximo da italiana

    Se não for pedir muito, Russo, chinês e japonês queria saber como estão os times certinhos

    ResponderExcluir
  10. Pq que o Guidetti não contratou a Naz envez da Maja? Quer dizer Naz é a melhor levantadora turca...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que foi escolha dela ir para o Fenerbahce, visto que na última temporada que jogou, antes da gravidez, estava sendo preterida por Ozbay, que de fato estava merecendo q titularidade.

      Excluir
    2. Naz <3 junto com a Smailoglu e a Erdem são as jogadoras turcas que eu mais gosto

      Excluir
  11. Boa tarde!

    A quantidade de equipes está errada, são 12 no total. Çanakkale Belediyespor está na segunda divisão (https://women.volleybox.net/women-turkiye-bayanlar-voleybol-2-ligi-2019-20-o8563/classification)
    Halkbank não tem muitas informações, acredito que tenha vendido sua participação.




    nesse link mais informações sobre os elencos: https://women.volleybox.net/women-turkiye-bayanlar-voleybol-ligi-2019-20-o8805/classification

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Halkbank também foi rebaixado.

      Excluir
    2. Não sei o que aconteceu com Halkbank e Çanakkale, a informação oficial é de que eles continuariam a jogar na VVSL e que ela aumentaria mesmo o número de times.

      Acredito que o Halkbank tenha deixado de existir o Çanakkale desistido da liga principal (já deveria ter sido rebaixado ano passado né).

      Eu só percebi que não havia os dois agora que fui fazer a matéria da primeira rodada.

      Excluir
    3. O Çanakkale vendeu seu direito de participação ao Yesilyurt. Halkbank não existe mais.

      Excluir
    4. Houve realmente um impasse no início da temporada e esses clubes fariam parte a princípio. Mas passaram a ser apenas 12.

      Excluir
  12. Otima matéria sobre os elencos. Também achei que o Fener é o mais equilibrado no papel. Espero que saia um pouco da mesmice de Vitra x Vakif na final. Continuo achando a SL bem mais equilibrada que o turco. Esse ano, por exemplo, se olharmos os elencos dá pra colocar, no mínio, 5 equipes como favoritas ao título. No turco, no máximo o Fener pode bater de frente com os dois gigantes. Eu ainda prefiro o italiano a esse.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)