Campeonato Russo: os elencos da temporada 2019/2020

Nome Oficial: Chempionat Sredi Zhenshchin 2019/2020
Número de participantes: 12
Promovidos na temporada: 0
Relegados na temporada: 0

Representações
Champions League: Dínamo Moscow, Lokomotiv e Uralochka
CEV Cup: Dínamo Kazan
Challenge Cup: Yenisei Krasnoyarsk

1. Dinamo Moscow

Técnico: Alexander Sukomel

Levantadoras:
Lauren Carlini (EUA)
Marina Sheshenina

Opostas:
Nataliya Goncharova
Daria Isaeva

Ponteiras:
Helena Havelkova (RTC)
Yana Shcherban
Natalia Khodunova
Victoria Rusakova

Centrais:
Irina Fetisova
Ekaterina Efimova
Ekaterina Lyubushkina
Yana Manzyuk

Liberos:
Ekaterina Romanenko
Daria Talysheva

Figurinha carimbada do Dinamo Moscow, Nataliya Goncharova está desde 2008 no campeão russo (Foto: reprodução)


2. Lokomotiv Kaliningrad

Técnico: Andrey Voronkov

Levantadoras:
Bojana Zivkovic (SER)
Daria Ryseva

Opostas:
Ana Cleger (CUB)
Anastasia Stalnaya

Ponteiras:
Irina Voronkova
Margarita Kurilo
Tatiana Iurinskaia
Valeria Shevchuk

Centrais:
Ekaterina Orlova
Iulia Podskalnaya
Valeria Zaytseva
Yulia Brovkina

Líberos:
Alla Galkina
Victoria Gorbacheva

Irina Voronkova é os destaque do time comandado por seu pai, Andrey Voronkov (Foto: FIVB)

3. Uralochka NTMK

Técnico: Nikolay Karpol

Levantadoras
Tatiana Romanova
Vera Salikova
Victoria Burkova

Opostas:
Hanna Klimets (BIE)

Ponteiras:
Ksenia Ilchenko
Bogdana Anisova (UCR)
Vera Kostyuchik (BIE)
Sofia Isypova

Centrais
Ekaterina Evdokimova
Ekaterina Enina
Maria Vonogova
Iulia Maksimova
Valeria Sofonova

Líberos:
Daria Pilipenko
Ekaterina Karpol

Resultado de imagem para Ksenia Parubets
Ksenia Ilchenko Parubets mantém longo contrato com o Uralochka (Foto: CEV)

4. Dinamo Kazan

TécnicoRishat Gilyazutdinov

Levantadoras:
Evgeniya Startseva
Elizaveta Popova

Opostas:
Samanta Fabris (CRO)
Anna Kotikova 

Ponteiras:
Bethania De La Cruz (RDO)
Tatiana Kadochkina
Olga Biryukova

Centrais:
Irina Koroleva
Marina Maryukhnich
Natalia Slautina

Líberos:
Anna Malova
Tatiana Simanikhina

Atual campeã do Campeonato da Norceca, Bethania De la Cruz reforça um dos grandes times russos (Foto: FIVB)

5. Yenisei Krasnoyarsk

Técnico: Velibor Ivanovich

Levantadoras:
Alexandra Peretyatko (UCR)
Maria Evteeva

Opostas:
Marta Drpa (SER)
Anastasia Azanova

Ponteiras:
Evgenia Scheglova
Natalia Frolova
Sofia Pisarevskaya
Karina Simonova

Centrais:
Elena Samoilova
Natalia Nazarova
Tatiana Kulikova
Elena Voronina

Líberos:
Svetlana Kryuchkova
Anastasia Pestova

Resultado de imagem para Marta Drpa volley
Marta Drpa sai do vôlei alemão para disputar o título do campeonato russo (Foto: Potsdam/Reprodução)

6. Zarechie Odintsovo

Técinico: Vadim Pankov

Levantadoras:
Olga Efimova
Anna Palmova

Opostas:
Victoria Russu
Veronika Stasilevich

Ponteiras:
Oksana Yakushina
Maria Vorobyeva
Olesya Ivanova
Kira Khromenkova

Centrais:
Anna Melnikova
Elizaveta Kotova
Iulia Shishkina

Líberos:
Kristina Kurnosova
Maria Kachan


Selecionável, Olga Efimova é um dos destaques (Foto: Zarechie Odintsovo)

7. Dinamo Krasnodar

Técnico: Konstantin Ushakov

Levantadoras:
Ekaterina Lazareva
Yesenia Mishagina

Opostas:
Maria Khaletskaia

Ponteiras:
Angelina Sperskaite
Yulia Bessonnaya
Ekaterina Pipunyrova
Maria Bogovskaya
Olga Zvereva

Centrais:
Angelina Lazarenko
Rimma Goncharova
Olga Zubareva

Líberos:
Maria Bibina
Ekaterina Tretyakova

Resultado de imagem para angelina lazarenko
Paredão russo, Angelina Lazarenko chega da França para reforçar o Krasnodar (Foto: FIVB)

8. Leningradka Saint-Petersburg

Técnico: Alexander Kashin

Levantadoras:
Anna Matienko
Natalia Nepomnyashchikh

Opostas:
Anastasia Garelik (BIE)
Sofia Kuznetsova

Ponteiras:
Elizaveta Samadova (AZE)
Maria Frolova
Anastasia Markova

Centrais:
Maria Perepelkina
Ekaterina Polyakova
Anna Luneva

Líbero:
Alina Kuznetsova
Maria Tisevich

Ex-Uralochka, Anastasia Garelik é a aposta para a temporada 2019/2020 (Foto: Reprodução)


9. Sakhalin

Técnico: Alexander Koshkin

Levantadoras:
Elena Novik
Ekaterina Sinitsyna

Opostas:
Daria Malygina

Ponteiras:
Elena Tkacheva
Evgeniya Bochkareva
Ksenia Bondar
Olga Frolova
Maria Somoilova
Alina Shchukina

Centrais:
Taisia Konovalova
Irina Mezhonnova
Victoria Zhurbenko
Valentina Samarina

Líberos:
Tamara Zaitseva
Evgenia Kondrashkina

Daria Malygina deixa Kazan para assumir posição no Sakhalin (Foto: Sakhalin/Divulgação)


10. Minchanka Minsk (Bielorrússia)

Técnico: Victor Goncharov (BIE)

Levantadoras:
Anastasia Shash-Lopato (BIE)
Anastasia Kononovich (BIE)

Opostas:
Oksana Kovalchuk (BIE)
Natalia Dumcheva

Ponteiras:
Ekaterina Sokolchik (BIE)
Olga Bogdanova
Vladislava Prosolova (BIE)
Viktoria Sekretova (BIE)

Centrais:
Nadezhda Stolyar (BIE)
Daria Volodko (BIE)
Anzhelika Borisevich (BIE)
Nadezhda Vladyko (BIE)

Líberos:
Elena Fedorinchik (BIE)
Victoria Panasenko (BIE)

Elena Fedorinchik está desde 2015 defendendo o time (Foto: Reprodução)


11. Dinamo Metar

Técnico: Denis Matveev

Levantadoras:
Anastasia Anufrienko
Ekaterina Lezina

Opostas:
Ksenia Smirnova
Viktoria Anikeeva

Ponteiras:
Tatyana Markevich (BIE)
Alesya Pirogovskaya
Anastasia Vasileva
Yana Demina

Centrais:
Anna Kalinovskaya (BIE)
Nadezhda Mishina
Olga Yargychova
Ksenia Dyachenko

Líberos:
Aleksandra Oganezova
Olga Serebryannikova

12. Proton Saratov

Técinico: Yuri Marichev

Levantadoras:
Elena Boyarkina
Maria Doronicheva

Opostas:
Alyona Martynyuk (MOL)
Anastasia Chernova

Ponteiras:
Anastasia Bavykina
Elena Savkina
Yaroslava Simonenko
Ksenia Yeremchuk

Centrais:
Iulia Grigoryeva
Irina Klimanova
Ksenia Menshchikova

Líberos
Kristina Lavnova
Amaga Dzhioeva

Comentários

  1. A Pankova ainda joga?

    ResponderExcluir
  2. Anna Podkopayeva é a libero Malova?

    ResponderExcluir
  3. Se vocês poderem, façam da liga francesa também... Acho que a liga francesa vem crescendo bastante

    ResponderExcluir
  4. E a Natália Malykh, sabem por onde ela está ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parou de jogar ano passado, mas não sei se é para sempre. Acho que foi pelo trauma de ter sido cortada mais uma vez na seleção russa por causa do cone da Malygina (Rio 2016 e Mundial 2018).

      Excluir
    2. Bem triste com essa pausa dela, uma das poucas pontas russas que não parece um cone que só ataca e tem habilidade, mas realmente os cortes (bem injustos sobretudo na Rio) devem ter sido MUITO difíceis de digerir. :/

      Excluir
    3. Sim! Kkkk
      É que ela também joga como ponta, gosto muito do jogo dela porque é um pouco diferente do estilo cansativo russo de ser. Uma pena ser mais uma vítima de panelas

      Excluir
    4. Ela joga de ponta tbm? Não sabia o_o

      Excluir
    5. Joga sim, embora seu destaque seja mesmo a saída e considerando o atual time de pontas russo, ela não faria feio.

      Excluir
  5. O ranking masculino da FIVB foi atualizado e o Brasil está com 335 pontos dos 350 possíveis, impressionante! Poderia ser 340 se não tivesse deixado a França virar o tie na final da 2017 World League, mas enfim.

    Os grupos olímpicos, por enquanto, estão da seguinte forma:

    A: Japão (sede), Polônia (3), Itália (4)...

    B: Brasil (1), EUA (2), Rússia (5), Argentina (6)...

    Se Canadá (7) e Irã (8) confirmarem a vaga nos qualificatórios em janeiro, vão para o grupo A. Daí França (9) ou Sérvia (11) pode ir para o grupo B dependendo de como for o QE.

    Polônia será a nossa principal adversária em Tóquio por tbm ter um time completo com boas opções no banco. O ideal seria Brasil e Polônia ficarem em primeiro nos seus respectivos grupos para se enfrentarem somente em uma possível final. Seria bom que a Rússia ficasse na chave da Polônia a partir das quartas. Olho bem aberto com a Argentina que subiu uma posição no ranking e agora é a sexta do mundo. Mendez tem praticamente dois times nas mãos e a renovação para o próximo ciclo está garantida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente, seleções fortes ficarão pelo caminho de novo na primeira fase. E, realmente, olhos abertos com a Argentina. O jogo deles é muito redondo e agora terão banco. Se no próximo ciclo ou neste ainda conseguirem um atacante de bola alta vão subir mais um degrau e dar ainda mais trabalho. É a grande candidata à "zebra" olímpica.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Kazan, o nome dela já faz um tempo é Koroleva, amigo

      Excluir
  7. Ansioso para ver a Carlini, ela cresceu muito nesta temporada (apesar de ainda ter algumas deficiências) bem doido o Kiraly não ter dado rodagem direito a ela na seleção americana.

    ResponderExcluir
  8. 1 - Kazan volta a montar um time forte, pelo que vi é franco favorito, concordam? De olho na Kadochkina, será que vinga?

    2 - Moscou aos retalhos, cada vez mais dependente da Goncha! Vocês não acham que a Isaeva devia buscar um time mediano para engrenar de titular?

    3 - Interessante o time do Lokomotiv. No papel, a 3a força, concordam?

    4 - Gustavo super criativo na manchete do Minchanka Minsk "Elena Fedorinchik está desde 2015 defendendo o time" hahahaha

    5 - Como já perguntaram acima: O que se passa com Pankova e Malikh? Poxa, eu gostava da Malikh :(

    6 - A Malygina ganhou mais uma chance. E quanto a girafa de 16 anos Gorbunova? Não vi ela em nenhum elenco também.

    7 - Notaram como há pouquíssimas estrangeiras na liga russa? Qual será a razão? Grana?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a Malykh é quase unanimidade! Hahahaha Bom, nas redes dela ela parece bem plena modelando por aí, hahahaha
      Também estou muito curioso com as promessas russas, algumas são impressionantes no ataque.
      Goncha precisa de uma substituta à altura para quando aposentar da seleção.

      Excluir
    2. 1. Concordo. Bethania e Fabris, jogando bem, vão implodir o Moscow. São favoritas, na minha opinião.

      2. A Isaeva não joga bem já há algumas temporadas. Mas mofar no banco também não ajuda...

      3. Fico na dúvida entre Moscow e Lokomotiv. Mas acho que a Goncharova desequilibra, então concordo com vc.

      4. Foi o José Alberto, créditos a ele hahahaha

      5. Pankova passou por uma cirurgia (não me pergunte onde haha) e a Malykh deu uma pausa na carreira.

      6. Malygina tá em um time fraquíssima. Pra ela tá bom... Não sei quem é Gorbunova hahaha.

      7. Sim, menos investimento. Mas há várias estrangeiras, só não muito conhecidas. Tem até um time estrangeiro! Hahahahahaha

      Excluir
    3. 1 - Kazan vem mais forte mesmo, Kadochkina foi muito bem na temporada passada, vamos ver se está recuperada da lesão no ombro.

      2 - Moscow precisa colocar a Krotkova (Kodhunova) para jogar e torcer para ela voltar bem, ajudaria a Goncha.

      3 - Acho o Lokomotiv o melhor elenco, Kazan o melhor time, Moscow tem a melhor jogadora e Uralochka o melhor técnico.

      4 - Impressionante saber quem é essa who kkk

      5 - Pankova não sei, Malikh ouvi falar que queria ser mãe e perdeu o bebê, mas não sei se é verdade.

      6 - Malygina fez uma estréia bem ruim, só 5 pontos e 21 % de aproveitamento, isso que o Kazan jogou com meninas da base, a maioria com 15 anos. Quanto a Gorbunova, ela está na equipe de base do Kazan, o Dynamo UOR, joga a segunda divisão da liga russa.

      7 - Falta investimento, mas acho que essa temporada será melhor que as anteriores

      Excluir
    4. Caramba, anônimo hahaha
      Vc consegue saber muito mais do vôlei russo que eu rsrsrsrs. Saber todos esses detalhes, só sendo muito fã mesmo. Diz aí, o que esperar da Russia na Olimpíada e depois dela srs ?

      Excluir
    5. Flop atrás de flop como vem acontecendo desde 2010.

      Excluir
    6. Oi Daniel, gosto bastante de um jogo de bola alta kkk

      Pra olimpíada a Rússia precisa melhorar saque e o volume de jogo, que ainda está abaixo das principais equipes, Malova ajudaria nisso se voltar. A Ilchenko e a Voronkova precisam serem mais constantes, elas sentem muito a pressão contra equipes mais fortes. A Rússia até conseguiu fazer bons jogos contra essa equipes, mas parece que falta confiança, enfim legado do Marichev, ele fez com que a equipe perdesse o espírito vencedor. A Startseva percebeu que a Zaryazko sabe atacar, agora precisa efetivar a Fetisova, com a Goncha é um time que pode surpreender na olimpíada. Elas fizeram um bom mundial, mas a lesão da Goncha ferrou tudo.

      Com relação ao futuro ele é promissor, a Rússia vem bem na base e tem jogadoras de muito potencial em todas as posições, em mundiais de 2017 pra cá só não subiram ao pódio no mundial infanto desse ano, ainda sim essa geração é bem promissora, talvez até a melhor da categoria. O que pesa contra são os técnicos, que são muito limitados e podem atrapalhar o desenvolvimento tanto técnico quanto tático dessas atletas, o ideal seria elas irem para liga italiana para se desenvolverem melhor ou os técnicos russos se atualizarem.

      Excluir
  9. A Maria Perepelkina não desiste. Misericórdia kkkkkk. Afrontou muito no último Mundial que a Rússia ganhou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaqueline tem pesadelos até hoje com os tocos que levou dela.

      Excluir
    2. Jaqueline é bicampeã olímpica, next.

      Excluir
  10. Triste ver o elenco do Krasnodar. Um time que já teve Fabíola, Kosheleva, Fê Garay, Calderón e Sokolova agora luta pra não ser rebaixado.

    ResponderExcluir
  11. Achei o elenco do Kaliningrado bem bom.
    Das que eu dos elencos, pareceu o elenco mais equilibrado. Mas parece que 4 times disputarão título pois os outros elencos são bem abaixo. Um campeonato que eu queria muito acompanhar por causa da minha diva Goncha.

    ResponderExcluir
  12. Enquanto isto Mara do Borel vai grintando na cara de Tiffany e Polina no Paulista.

    ResponderExcluir
  13. A Maja Ognjenovic não é lenvantadora do Dínamo Moscow?

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. https://www.youtube.com/watch?v=Jwd3oREkaVE
    https://www.youtube.com/watch?v=xrItAP0pxBk

    Olhem a diferença gritante entre Fabíola/Macris para Roberta/Dani Lins. Abre a cabeça, ZRG! A primeira dupla de levantadoras deve ir para Tóquio, pelo amor de Deus.

    ResponderExcluir
  16. O que acharam dos amistosos de ontem? Praia indo pra tie break com fluminense, quem diria...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começo de temporada é normal ver alguns resultados estranhos.

      Excluir
    2. Normal. Praia não jogou a partida toda com o time titular. As únicas, à princípio titulares, que jogaram o tempo todo foram Garay e Carol.

      Excluir
    3. Não sei se por início de temporada, mas Garay está bem abaixo do que deveria. Nem de longe parece aquela referência e regularidade que apresentava na seleção. O time do dentil vai se reforçar bastante com a chegada de Martinez.

      Excluir
  17. Alguém me explica como funciona essa história de selecção militar? Como as jogadoras são seleccionadas? Nunca entendi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também faço essa mesma pergunta. Porque até onde sei, para ser militar é preciso passar por um processo público. Além disso, devido a grande quantidade de jogos da superliga (questão de treinos e viagens) é quase impossível cumprir a jornada de expediente de um militar. Parecem até que são escolhidas pra estar ali, mas deve haver alguma explicação para essas escolhas.

      Excluir
  18. É jogo militar que está tendo, achei esse jogo Brasil e China https://youtu.be/ME4VW5ZGQPo
    Nossa Brasil levou Sassá e Renatinha 2 jogadoras pré históricas, mesmo assim levou uma sova de 3x0 da seleção B da china. Em defesa o Brasil está muito bom, mas de ataque sem comentários, já a China em ataque e bloqueio se mostra muito superior, Li, Liu e Yuan deitando e rolando encima do block brasileiro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)