Caserta anuncia Yixin Zheng, central da seleção chinesa

Se tem algo em que o controverso Golden Tulip Volalto 2.0 Caserta é bom é em surpreender. E o time dá mais um 'golpe de mercado' inesperado. Na manhã deste domingo, através de seu site oficial, o Caserta anunciou a contratação da central Yixin Zheng, de 24 anos e 1m87.

Zheng foi uma das centrais convocadas por Lang Ping para a disputa da VNL em 2019 e a central cortada dentre as 5 convocadas para a Copa do Mundo. Isso torna a movimentação ainda mais estranha, já que Lang Ping e a China gostam de "proteger" suas atletas em ano olímpico.

A central vem do Guangdong Evergrande, time com o qual ficou em 4º lugar no Campeonato Chinês, mas é originalmente do Fujian, time com o qual foi a maior pontuadora na temporada passada, levando-o a um inesperado 8º lugar e também foi emprestada ao Tianjin na campanha do vice-campeonato de 2019.

Essa será a segunda experiência de Zheng no exterior, no ano passado ela teve uma rápida passagem pelo tailandês Nakornnont. Além disso, a jogadora é a única selecionável chinesa atuando fora do país. A central já havia sido anunciada como um possível reforço do Novara para substituir Veljkovic quando essa esteve lesionada, mas a transação não foi concluída.

Yixin Zheng chega ao Caserta para a primeira temporada no exterior de sua carreira (Foto: reprodução)

Os movimentos do Caserta

Se Zheng chega, uma sexta jogadora deixa a equipe. O Caserta anunciou a rescisão de contrato com a central Ilaria Garzaro, a única remanescente das seis jogadoras titulares de linha da equipe (lembrando que a levantadora Bechis, a oposta Castañeda, as ponteiras Gray e Cruz e a central Alhassan já haviam deixado a equipe).

Outra novidade recém-divulgada pelo time é a contratação da central americana Deja Harris, de 23 anos e 1m88, que acabou de sair da universidade e vinha atuando pelo sueco Hylte HalmstadSuécia. O time ainda declarou que pretende contratar mais uma ponteira.

Ilaria Garzaro é a sexta jogadora que deixa o Caserta (Foto: Fabio Cucchetti)

Comentários

  1. Zheng é uma ótima central , bate uma China muito eficiente, talvez a China liberou pq ela não tem os requisitos de uma central de seleção : ter mais de 1,90

    ResponderExcluir
  2. Se ela foi é pq não está nos planos da Lang Ping usar ela na selecção esse ano

    ResponderExcluir
  3. Fez bem em ir, não tem chance com a seleção olímpica.

    ResponderExcluir
  4. Quem será a 3ª central da China em Tóquio? Yuanyuan?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vejo a yuanyuan e a hanyu como as terceiras opções

      Excluir
  5. A ponteira Xu Ruo-ya , ainda permanece no clube da Sérvia? , eu quando via ela na base achava que ela seria convocada para seleção, mas Lang Ping ignorou ela legal. Ele deve ter ficado chateada

    ResponderExcluir
  6. Ou seja: foi dispensada oela Lang Ping!
    As selecionáveis estarão no porão próximo mês e pasmem jogarão a vnl apenas as novinhas!
    Zhu,Zhang,Ding,Yuan,Yan,Gong e Li vão treinar e ganhar poderes androides. Vão tomar aminoácidos na veia por 3 meses antes da Toquio 2020.

    ResponderExcluir
  7. Creio que ela ainda têm chances pois, no começo de janeiro a confederação chinesa anunciou a convocação 2020 (data de apresentação: 30/01) e o nome dela está dentre as convocadas. E ainda, no mesmo anúncio tinha uma nota de que três atletas iriam se juntar ao grupo após a data, são elas: Yixin Zheng (central), Linyu Diao (levantadora) e Feifan Ni (líbero).
    Mas, ela poderia ter escolhido um time menos polêmico.

    ResponderExcluir
  8. Péssima escolha dela. Timezinho medíocre esse Caserta.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)