Banco muda jogo e Beijing fica a uma vitória do título; Li passa mal

Aconteceu hoje em Pequim o segundo jogo da melhor de cinco jogos da final do Campeonato Chinês de Vôlei. E novamente o Beijing levou a melhor, derrotando o atual campeão Tianjin por 3 sets a 1 (27-29, 26-24, 25-16, 29-27).

Em um jogo extremamente equilibrado, o Tianjin começou melhor, parando as principais atacantes do Beijing, a oposta Rachel Rourke e a ponteira Xiaotong Liu. Rourke fez hoje 6 pontos, enquanto Liu fez 7. Mas é exatamente aí que entra a diferença do Beijing: o seu grupo. Do banco, a versátil Chunlei Zeng substituiu Liu ainda no primeiro set e no segundo Kaiyi Ren entrou no lugar de Rourke. A partir do terceiro, Zeng e Ren inverteram as posições e comandaram a vitória de seu time. Ren foi a maior pontuadora do time com 19 pontos, seguida da central Tetori Dixon com 16 e de Zeng com 13. Destaque também para a líbero Mengjie Wang, eleita a melhor da partida.

Chunlei Zeng (à esquerda) e Kaiyi Ren (1) saíram do banco e foram decisivas para a vitória do Beijing (Foto: Osports)


No Tianjin, Yingying Li está exausta! No terceiro set a jogadora chegou a sofrer um mal-estar, com dificuldade em respirar. Li precisou deixar a quadra e foi substituída no set em que o Beijing atropelou, fazendo 25 a 16. No quarto set Li voltou, mas não conseguiu evitar a derrota de seu time. Li fez 18 pontos, mas o show foi das centrais: Yuanyuan Wang fez 21 pontos (9 deles em bloqueios) e Yixin Zheng fez 20 (7 de bloqueio). Grande partida também da levantadora selecionável Di Yao.

Yingying Li sentiu mal-estar durante o terceiro set e precisou ser substituída (Foto: tv/reprodução) 


Agora o Beijing está a uma vitória do título inédito e joga a partida decisiva no próximo sábado (9) em casa. Na disputa do bronze, o Shanghai venceu a série por 2 jogos a 0 contra o Jiangsu, conquistando o terceiro lugar. 

Campeonato Chinês - Final, Jogo 2

MP: Ren (19), Dixon (16) | Wang (21), Zheng (20)

Beijing e Tianjin voltam a se enfrentar no próximo sábado em partida que vale o título (Foto: Osports)


Comentários

  1. China sempre explorando as atletas. Zhu que o diga jogando com o pulso lesionado no GP 17, fora quando ela passou mal competindo pelo Henan.

    ResponderExcluir
  2. China e esse regime escravista de abusar de suas atletas. Estão pouco se lixando se a jogadora está sofrendo dor, lesionada, só queren saber de ganhar.

    ResponderExcluir
  3. Tianjin estava com o 2 set praticamente ganho, se não fosse a péssima Aleksandra Crncevic, que entregou o jogo, que jogadora ruim essa servia, pior que a Murphy!

    ResponderExcluir
  4. Não entendo como que Lang Ping não interfere nesse abuso de jogadoras, que povo fria esse povo chinês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ela nem pode interferir, pois isso faz parte da "ditadura" da China.

      Excluir
    2. Muito provavelmente a Li Ying irá para o descanso total. Só voltará nas finais da Liga das Nações. Certeza de uma coisa: a tecnica chinesa não irá admitir erros na Liga das Nações este ano.

      Excluir
    3. Erros acontecem, Lang Ping não está imune a eles.

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3