Estados Unidos define elenco final da LNV com Madison Kingdon como novidade

A seleção dos Estados Unidos já embarcou para a China para disputar o título da Liga das Nações na próxima semana. Entretanto, Karch Kiraly trouxe uma novidade. Pela primeira vez na competição o técnico escalou a ponteira Madison Kingdon (1m85, 25a) para a disputa do torneio. Madi substitui a companheira de posição Sarah Wilhite, que jogou com a equipe nas duas última semanas. No demais, Kiraly tem a seleção principal. 

Estados Unidos vem com força total e traz Madison Kingdon pela primeira vez no torneio (Foto: FIVB)


Os Estados Unidos tiveram a melhor campanha da Liga das Nações com 13 vitórias em 15 jogos. Suas duas derrotas foram para Turquia e Sérvia, coincidentemente, seus adversários na próxima fase da competição. 

Entretanto, Kiraly vê isso como positivo. "Nós claramente tivemos algumas fraquezas expostas contra Turquia e Sérvia. Contra a Turquia, aprendemos que precisávamos estabilizar algumas coisas na recepção e continuarmos a treinar algumas estratégias ofensivas menos confortáveis", disse o técnico americano. 

Kiraly ainda criticou a longa viagem entre China e Argentina que, segundo ele, prejudicou seu time. "Contra a Sérvia, nenhum dos dois times estava no seu melhor após a longa viagem à Argentina. A principal noção dessa perda foi a de que precisamos melhorar a defesa. Resumindo: estamos animados por ter a chance de enfrentar as duas equipes que nos venceram em 15 jogos", finalizou Kiraly.

Confiram as 14 selecionadas:

Estados Unidos - Final 6 da LNV

Levantadoras: Carli Lloyd, Micha Hancock
Opostas: Kelly Murphy, Annie Drews
Ponteiras: Jordan Larson, Kimberly Hill, Michelle Bartsch, Madison Kingdon
Centrais: Foluke Akinradewo, Lauren Gibbemeyer, Rachael Adam, Tetori Dixon
Líberos: Kelsey Robinson, Justine Wong

Americanas reencontrarão maior pesadelo de sua seleção nos últimos anos: a Sérvia (Foto: FIVB)

Comentários

  1. Amo/sou chicleteira. Torcendo muito pra elas ganharem o bi no mundial. Assim como o Brasil que tem duas olimpíadas, chegou a hora de elas serem bi tb num grande campeonato. Quanto à Turquia e Sérvia, sem chances, USA vai passar por cima. Não concordo com quem diz que Kiraly menospreza a GP/VNL, ele sempre roda o time pq tem um banco de respeito, não dá de vc deixar Barstch ou Larson ou Hill sempre no banco.
    O único time a ameçar de tirar o ouro dos USA será o Brasil com força máxima, Sérvia sem Mihajlovic não ganha nem da Itália.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eua passar por cima da Servia? Em que mundo? Servia está em uma melhor fase

      Excluir
    2. "Quanto à Turquia e Sérvia, sem chances, USA vai passar por cima." HAHAHA³²¹²³

      Excluir
    3. O USA tomou um sacode a equipe reserva da Sérvia kkkkk

      Excluir
    4. Quem acompanhou o jogo viu que Sérvia estava com o time "titular" se levarmos em consideração que Boskovic é metade do time, Rasic também se alternou em quadra. Do mais, todas as jogadoras estiveram em quadra. Kiraly diante da Servia também poupou, Larson não jogou, Murphy entrou na inversão 5 x 1, da mesma forma que as principais centrais ficaram no banco e colocou a péssima Adams. EUA tem um time que mantém o nível mesmo quando troca de peça, ao contrario do nosso Brasil que tende a sofrer com as mudanças. Torço pelo Brasil, mas torço por elas também.

      Excluir
    5. Boskovic nem viajou para a Argentina para jogar contra o US. Tbm não jogaram nesse jogo as titulares Antonijevic, Malesevic, Mihajlovic e Popovic.

      "da mesma forma que as principais centrais ficaram no banco e colocou a péssima Adams." Akin e Adams são as principais centrais do US, tanto que foram as titulares na Rio 2016. Gibbemeyer e Dixon são medianas assim como a Adams, a única que se destaca ali é a Akin e só por causa da ótima china que ela faz.

      US praticamente titular fez uma partida ruim contra quase todo o time reserva da Sérvia e isso é fato. O time do Kiraly deitam pras sérvias há anos. Torço para que essa tradição se mantenha na sexta.

      Excluir
  2. Não vi nada de mais nessa seleção dos EUA quando jogaram contra o Brasil. Acho até que se o Zé Roberto tivesse mantido a Tandara, ganharíamos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3