Após ser 'barrada' por Novara, Laura Dijkema volta às quadras

Uma ótima notícia para esta terça-feira (16): a levantadora titular da seleção da Holanda está de volta às quadras. Laura Dijkema é a nova contratada do italiano Il Bisonte Firenze, oitavo colocado do italiano. Dijkema tem 27 anos, 1m84 e foi campeã do scudetto com o Novara na última temporada.

Laura Dijkema volta às quadras pelo Firenze (Foto: FIVB)


E o motivo que deixou Laura "sem clube" até então, foi exatamente o contrato com o atual campeão italiano. O Novara fechou um contrato de dois anos com a holandesa em 2016, mas após o título e a troca de seu treinador, decidiu optar por Katarzyna Skorupa. Supostamente, o clube cumpriu todas as obrigações financeiras com a jogadora, mas não a relacionou para partidas e não a tinha à disposição para jogos.

Assim, Dijkema ficou em uma situação complicada, sem poder entrar em quadra por outra equipe. Nos últimos meses, a levantadora permaneceu treinando com a equipe base da seleção holandesa em Papendal. O Firenze ainda não oficializou a contratação da jogadora.

Comentários

  1. Essa aí, apesar de linda,foi burra! no Granprix 2016: entregaram a chance de OURO ao Brasil em jogo praticamente ganho pelas laranjas. Foi igual aos Estados Unidos nas olimpíadas de 2012. As jogadoras Americanas se arrependeram amargamente de terem sido honestas e terem vencido a Turquia desnecessariamente. Até o técnico teve problemas posteriormente e foi afastado. Enquanto naquela mesma olimpíadas, o técnico russo, em jogo histórico contra o Brasil, em que as russas também tinham vantagem; não soube orientar as russas ou ter adotado estrategias para a vitória quase certa da RUS. Ele se suicidou-se num Hotel! Aquela final olímpica em 2012 deveria ter sido USA x RUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu até sono nesse seu comentário! �� Meu irmão, são tantos SE que não vale a pena nem ler. Se o Brasil soubesse que ia perder pra China na Rio 2016, teria perdido jogos pra não enfrentar logo de cara China. Mas como não vivemos de SE, encaramos o destino.

      Excluir
    2. Mas são dessas surpresas que se alimenta a magia do esporte, Anônimo 1! A Rússia era favorita contra o Brasil, como o Brasil era favorito contra a China. Mas a camisa pesa em seleções de talento! Eu sempre espero que as seleções sejam honestas, mesmo que possam eliminar adversários de peso. Sempre espero jogos vencidos na bola e não em esquemas vergonhosos como alguns países caribenhos, asiáticos e europeus já fizeram em ciclos passados. Parabéns à República Dominicana, que deu conscientemente seu ingresso para o Rio a Porto Rico.

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3