O auge de Paola Egonu e o título da Itália em Montreux

Depois de 14 anos longe do título, a azurra volta a levantar o trofeu de Montreux: a Itália é campeã. O título veio neste domingo (9) quando a seleção de Mazzanti derrotou a Rússia por implacáveis 3 sets a 0 (25-21, 30-28, 26-24). Mas acho que precisamos fazer algumas considerações além disso...

O título da competição só consagra o que já prevíamos: a Itália vem forte e com Paola Egonu como uma das melhores opostas do mundo e eu preciso lembrar que ela tem APENAS 19 anos! Normalmente ela não é citada dentre as principais jogadoras da posição, mas precisamos começar a desfazer esse erro. Egonu foi merecidamente eleita a MVP da edição e tem estatísticas que precisam ser citadas: foi a maior pontuadora da competição com 90 pontos, dois a mais que a russa Nataliya Goncharova - tida por muitos como a melhor oposta do mundo. A diferença entre Egonu e Goncharova na porcentagem de ataque é ridícula, 45.20% de eficiência da russa contra 45.18% da italiana. Nisso precisamos considerar que Egonu jogou uma ou duas partidas como ponteira passadora (Goncharova fugiu do passe no final de 2014 hehe).

Vibração de Paola Egonu (Foto: Getimages/Montreux Volley Masters)


Mas no duelo direto entre as duas, Egonu ofuscou. Sem Pietrini, sem Cate Bosetti e sem Folie (central mais rápida da rede de dois italiana), Malinov acaba por sobrecarregar sua oposta. Sylla rende pouco, Lucia Bosetti não tem essa obrigação e as centrais também não são grandes pontuadoras, aquém para quem viu Martina Guiggi e Simona Gioli comandarem o ataque italiano no passado. Meu objetivo não é compará-las diretamente, mas é mostrar que hoje, mesmo com a Itália fragilizada e desfalcada, o poder de fogo de Egonu coloca essa seleção como uma grande equipe - e foi assim para efetivá-la MVP de Montreux. Na final, a italiana fez 26 pontos, contra 18 de Goncharova e com 50% de eficiência.

Subida de Egonu no ataque (Foto: Getimages/Montreux Volley Masters)


A Rússia sofreu e perdeu Natalia Khodunova (Krotkova) com uma torção no joelho. Acredito que a ponteira não retorne para o Mundial. O problema aumenta, já que Khodunova acabara de tomar a titularidade (talvez momentânea) de Irina Voronkova. Voronkova é instável, assim como Ilchenko, essa segunda melhor passadora, mas longe de ser protagonista na seleção como é pelo seu clube. Kotikova é muito nova e oposta de origem, a Rússia tem problemas e Kutiukova pode voltar - Shcherban deveria ter sido opção.

Rússia não fez frente à Itália (Foto: Getimages/Montreux Volley Masters)


Voltando a Montreux, a Turquia ainda bateu o Brasil (de novo) por 3 sets a 2, conquistando o bronze. A China bateu a Polônia por 3 a 1 e ficou com o quinto lugar, enquanto Camarões derrotou a Suíça por 3 a 2, ficando em sétimo.

Hande Baladin (7) cresceu contra o Brasil e comandou a conquista do bronze (Foto: Getimages/Montreux Volley Masters)

Montreux Volley Masters - Final e Bronze

MP: Egonu (24), Bosetti, Danesi (12) | Goncharova (18), Ilchenko (9)

Turquia 3 x 2 Brasil (25-16, 25-18, 23-25, 20-25, 15-13)
MP: Baladin (25), Erdem (18) | Gabi (13), Drussyla, Rosamaria (11)

Itália é bicampeã do torneio (Foto: Getimages/Montreux Volley Masters)

Comentários

  1. O duro de ver é que quatro das melhores seleções atualmente vão ter que se enfrentar cedo no Mundial: EUA, China, Itália e Turquia.

    Egonu é realmente um fenômeno. Com certeza ela figura entre as melhores atacantes no cenário atual, e o melhor é que ela pode jogar de ponteira e permitir que a Itália tenha mais poder ofensivo com ela e Ortolani.

    Triste o que aconteceu com a Khodunova, logo agora. Voronkova tem que vir pro tudo ou nada. Goncharova é uma das melhores em sua posição, isso não se discute.

    Turquia provando mais uma vez que veio pra incomodar e que pode dar trabalho no Mundial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Turquia não está no top 4 de melhores seleções do mundo. Vai ser bom ver as turcas fora da fase final no Japão. Elas ficaram ainda mais arrogantes sob o comando do Guidetti.

      Voronkova passa um pouco melhor do que a Kosheleva, o que não é muito difícil. Rússia perde bastante com a ausência da Krotkova no Mundial.

      Excluir
    2. Acho dificl a Schecherban voltar, mas não impossível. Apesar de não ser boa passadora é melhor que a Voronkova que além de não passar tomou uns 3 tocos da Chirichella.

      Excluir
  2. Goncharova já foi a melhor na posição, em 2015 ela tava voandoooo!!
    Hoje não é nem sombra do que foi no auge...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fatos! O que mais me irrita hoje em dia na Goncha é a displicência que ela tem na defesa. Parece que ultimamente anda com preguiça de ir atrás das bolas.

      Excluir
    2. Goncha podia ter sido a melhor oposta do mundo quando estava no auge, mas a Gamova era cadeira cativa. Talvez hoje ela saiba que seu lugar na seleção está garantido e não se esforce tanto para provar alguma coisa. As russas não assustam mais ninguém. Já dominaram o ataque e o bloqueio no passado, mas hoje... nem um nem outro.

      Excluir
  3. Mesmo com o talento incontestável de Egonu ainda acho a Goncharova mais regular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale destacar que a Rússia mostrou que nao é essa seleção morta como muitos falam, pode surpreender.

      Excluir
    2. Goncha é mesmo mais regular do que a Egonu. E eu ia gostar se a Rússia tirasse a vaga da Itália do final six, mas acho difícil isso acontecer. China e US passam tbm.

      Excluir
  4. Eu acho que a Egonu simplesmente fez um bom torneio. É uma ótima jogadora, mas erra demaissss, e todos sabemos disso, também graças à pouca idade, ainda tem muito a crescer.
    Todos vimos a Egonu a virar todas as bolas que recebia como vimos a Egonu a levar bloco atras de bloco. Pra mim, a russa só fica atras da Boskovic na posição, e por pouco. A russa não fez um mau torneio, marcou apenas duas bolas a menos que a italiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu acho que a Egonu simplesmente fez um bom torneio. É uma ótima jogadora, mas erra demaissss, e todos sabemos disso, também graças à pouca idade, ainda tem muito a crescer." Fatos.

      Tandara passou a Goncha e ambas estão um pouquinho atrás da Bosko no ataque. Vai ser interessante ver as três em ação no Mundial.

      Excluir
    2. Egonu jogou como ponteira apenas contra a China.

      Excluir
    3. Não acho que a Tandara tenha passado a Gonharova não. Tandara está no auge da sua carreira, e Goncharova não. Mas se comprarmos assim, a Goncha está na "elite" há anos, sendo sempre uma grande jogadora, muito consistente estes anos todos. Não nos podemos esquecer do que uma jogadora já foi. Ela não tem estado com a seleção, pode ser falta de ritmo de jogo com a seleção russa apenas

      Excluir
    4. Mas a Tandara no auge já conseguiu mais resultados e em menos tempo do que a Goncha no ápice da carreira. Vale lembrar que a Tandara teve espaço de verdade na seleção apenas a partir do ano passado por ser a reserva durante muito tempo da melhor e mais habilidosa oposta da história do vôlei mundial.

      Excluir
  5. Pankov fez bem em se desfazer da Shcherban, ela não passa bem. Outra que tem recepção frágil, mas que está treinando com a seleção russa é a Biryukova. O pai da Pankov ganhou mais uma dor de cabeça antes do Mundial.

    ResponderExcluir
  6. Triste pela lesão da Krotikova ela fez um bom torneio . O técnico russo não levou a Malikh que é muito melhor que Maligyna logo será uma surpresa ele levar a Scherban sem teste algum .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que o Pankov testou a Malygina em Montreux para confirmar que a Malykh é a reserva da Goncha mesmo. Natalia não fez uma boa VNL, mas a Daria conseguiu ser ainda pior quando foi acionada mesmo tendo 2.02 de altura. Malykh jogou tbm a Rabobank e a Gloria Cup. Acho que Shcherban não tem mais espaço na seleção russa.

      Excluir
    2. Em termos de Russia, nada tem lugar garantido a não a Goncharova...no mais, nem o técnico é garantido, imagina jogadoras, rs

      Excluir
    3. KKK Não duvido o Pankov cair quando a Rússia ficar fora do final six do Mundial. Isso que ele assumiu o comando da seleção russa no começo do ano.

      Excluir
    4. A Seleção russa já subiu de cotação. Melhoraram bastante. Starteseva jogando com as centrais. Mas algumas jogadoras ainda estão instáveis. Tem uma central que esta mais preocupada com as câmeras. Fetisova é a melhor entre as 4. Quando o bicho pegar - russas levam vantagem. O passe estar melhor que em 2014. No Masculino - a Rússia vem avassaladora!!! As líberos errando pouco. Na final Montreux elas abriram vantagem em todos os sets. A Malygina não evolui - ela esteve na Rio 2016 - foi banco. Alguém da Federação deve estar dando muito credito para ela ainda continuar.

      Excluir
    5. No masculino a Rússia vem avassaladora com o dopping na veia!!!!

      Excluir
    6. Startseva tá péssima, tanto que várias vezes teve que ser substituida pela Romanova. O nível de jogo dela caiu muito depois que aparentemente parou de se entupir de meldonium.

      "Tem uma central que esta mais preocupada com as câmeras." Seria a Zaryazhko? Eu reparei que ela mexe demais no rabo de cavalo, mas não nesse lance de câmeras.

      Espero que o Pankov seja sensato e corte a Malygina e não a Malykh para ser a reserva da Goncha no Mundial.

      Excluir
  7. Sheilla x Gamova
    LINK: https://m.youtube.com/watch?v=Qn7tfZhiKrw

    ResponderExcluir
  8. O técnico russo cometeu outro erro ao levar Liubushikyna e n
    ão a Lazarenko para montreux .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É essa a "central" que esta mais preocupada com as câmeras da Tv e as passarelas e não as quadras!

      Excluir
    2. Ela vive ajeitando aquele franjão horroroso. Deve ser por isso que fica se olhando nas câmeras durante os jogos KKK

      Excluir
  9. Será que o Marco Aurélio Motta aceitaria renovar a Rússia antes da Olimpiada ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome do Terzic estava sendo considerado antes de anunciarem o Pankov. Pro comando do Brasil acho que o Marco não volta.

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3