47 de Egonu, 40x38, imposição do Novara: final do Italiano tem um dos melhores jogos da temporada!

Não é novidade que o Conegliano é totalmente favorito a tudo o que disputa e foi raro encontrar alguém que fizesse frente a ele nesta temporada. Por isso, quando o Novara abriu 1 a 0 no primeiro jogo da final, surpreendeu as expectativas dos fãs de voleibol. O que ninguém esperava é que o set seguinte se findaria em 40x38 para as panteras. Muitos dos que assistiram classificaram este como o melhor jogo da temporada até aqui.

Egonu ataca contra bloqueio de Bosetti; italianas são destaques de seus times (Foto: Imoco Volley)


Que eles são os grandes times da Itália dos últimos anos a gente também sabe e por isso têm elencos de peso. Duas das melhores levantadoras do mundo frente a frente: Wolosz pelo Conegliano e Hancock pelo Novara. Apesar do resultado, eu diria que a americana teve uma atuação melhor do que a polonesa.

Desde a temporada passada eu entendo o Conegliano de duas formas: um timaço, que foi campeão italiano com um elenco bem similar ao atual e Egonu, uma atacante tão poderosa que é capaz de chamar a responsabilidade ofensiva se seu time funcionar minimamente bem em outros fundamentos. Parece a soma do Conegliano campeão de 2019 com o principal elemento do Novara campeão europeu de 2019.

Mas o Novara nunca foi um time bobo! Tem elenco para bater de frente com o gigante, mas precisava que uma jogadora desencantasse: Smarzek. O Novara tem três excelentes ponteiras, mas uma oposta com desempenho fraco durante toda a temporada. Bastou que a polonesa fizesse um jogo semelhante ao das ponteiras no ataque para que o Conegliano sentisse. E sentiu!

O Novara tem a melhor ponteira da Itália na atualidade, Cate Bosetti fez 19 pontos no ataque, seguida neste fundamento por Smarzek com 17 e Daalderop com 16. No Conegliano, Sylla fez 16 de ataque e Hill teve aproveitamento pífio no fundamento com apenas 8 pontos, 27% de aproveitamento. Prontos para criticar a americana? Então parem, porque ela foi brilhante na recepção, inclusive em momentos decisivos. Hill emplacou 76% de passes positivos (Sylla fez 45 em comparação, Bosetti 65).

E quem precisa de Hill atacando quando Egonu faz 47 pontos??? É o recorde dela em uma partida. A oposta fez 39 de ataque, 7 de bloqueio (impressionante!) e 1 ace. Dá para não chamá-la de melhor jogadora do mundo? Mas tudo tem um preço, Egonu pagou com 15 erros e 3 ataques bloqueados. Recebu 66 levantamentos, virou 39, melhor aproveitamento da partida entre as atacantes - melhor que as centrais, inclusive, que foram pífias pelo Cone.

No momento decisivo, o Novara não resistiu, mas com certeza vai para a segunda partida de cabeça erguida. A tendência é que o Conegliano siga vencendo, mas nunca é bom brincar com o Novara. Amanhã teremos outras respostas.

Campeonato Italiano - Final

Conegliano 3 x 2 Novara (23-25, 40-38, 26-24, 23-25 e 15-9)

CON: De Kruijf 6, Wolosz 8, Hill 8, Sylla 19, Egonu 47, Fahr 9 e De Gennaro (L). Sub: Caravello, Adams 4, Gennari.

NOV: Bosetti 19, Chirichella 10, Hancock 5, Washington 14, Smarzek 20, Daalderop 17 e Sansonna (L). Sub: Herbots, Zanette, Bonifacio, Taje. 

Bom rendimento de Smarzek foi essencial para que Novara fizesse frente ao arquirrival (Foto: Luca Pietro Santi/Igor Volley)

Comentários

  1. Respostas
    1. Sou muito mais Tandarão Porradão! E Sheila Toque de Classe e Técnica!!!

      Excluir
    2. Tandara sim, oposta raiz...
      Sheila não, oposta nutella... acho que dá pra contar nos dedos as partidas que ela fez mais de 30 pontos...

      Excluir
  2. Boatos de Jaque convocada para a seleção nesta semana. A lenda do fundo de quadra já largou a bota ortopédica. Se isso se confirmar, Ana Cristina está ameaçada e ainda mais Rosamaria pq cairia o argumento de '4ª ponteira' para a última. Pela lógica, vale mais a pena ir com 4 ponteiras de ofício do que 3 opostas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a Sheilla de bengala foi convocada, nada mais justo que a ubermodel de 1mi de seguidores seja convocada, Jaque merece um encerramento de ciclo na seleção mais icônico, sua última aparição na seleção foi naquela VNL horrorosa de 2018, ninguém merece.

      Até hoje não me conformo que o paneleiro não deixou Jaque de falsa oposta no lugar da Sheilla e deixado Nating bem looooonge do passe naquele jogo traumático de 2016.

      Excluir
    2. Jaque foi para o outro lado do mundo só pra sacar na VNL 2018. Lembrando que esse foi o ano em que ela virou líbero na seleção, mas acabou sendo chamada às pressas como ponteira para a fase final pela lesão da Drussyla. Fora que aquele F4 foi horrível com o Brasil levando 3 a 0 de Whorquia e China.

      O fundo de quadra da Jaque continua impecável. Ela mostrou isso bem nas duas últimas temporadas pelo Oz. Ela indo para Tóquio seria pelo fundo mesmo, já que a 4ª ponteira quase não joga. O problema são as sucessivas lesões, mas a Jaque é muito forte. Se sair a convocação, a bicampeã olímpica aceitará sem pestanejar.

      Excluir
  3. O Manzatte ainda não convocou a Malinov na lista que tá no Web volei o nome dela não consta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mazzanti*

      O time 'A' da Itália não jogará a Liga das Nações.

      Excluir
  4. Seleção Brasileira:

    Uma ótima oposta, mas que sofre nos momentos decisivos, duas medianas e ainda promessas e uma que joga só pelo nome, mas que demorou muito pra voltar a jogar, isso atrapalhou demais seu retorno em alto nível.

    Uma ótima levantadora, mas superestimada pelo fandom, uma decadente, que tem o ego maior que o talento e uma que saca, defende e bloqueia bem, mas que sofre no fundamento principal.

    Três boas ponteiras, mas não muito confiáveis e um fenômeno ainda muito verde.

    Uma ótima libero que vive a melhor fase da carreira e outra promissora.

    E o nosso calcanhar de Aquiles, várias centrais do mesmo nível, sendo que nenhuma se iguala às grandes centrais mundiais.

    Traduzindo: temos uma boa seleção, que pode chegar a uma semifinal olímpica e o que vier mais do que isso é lucro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que Garay não é muito confiável? Ela foi a única a não deitar pra China naquele jogo fatídico da Rio 2016, por exemplo.

      Excluir
    2. Acredito muito mais numa boa seleção mas que tem um técnico excelente que sabe extrair o melhor de suas jogadoras (Brasil, Turquia, EUA e Coreia) do que em seleções fortes com grandes jogadoras mas técnicos não confiáveis (Itália, Sérvia e Rússia). Por isso a grande favorita é a China que tem um time excelente e uma das melhores técnicas do mundo. Mas... A história nos mostrou que até os favoritos podem cair.

      Excluir
    3. Anônimo 2, vc mesmo respondeu sua pergunta, já fazem 5 anos desde essa partida, Garay fez uma grande temporada, mas as anteriores foram bem inferiores e a última participação dela na seleção foi constrangedora, além de sofrer no passe. Sim, gosto da Garay Jolie Streep e entre Nating e Minibi, prefiro ela infinitamente, mas não será a salvadora da pátria em Tokyo.

      Excluir
    4. As temporadas anteriores um pouco abaixo são anuladas pela atual em que Garay deu o nome, afinal Olimpíada é momento. A gente apaga o Mundial 2018 da memória, pois Fernanda se apresentou tarde à seleção, de forma forçada e totalmente fora de ritmo de jogo. Garay segura mais o passe do que a titular incontestável do ZRG e capitã da seleção Nating. Ninguém disse que Fernanda será a salvadora da pátria em Tóquio, mas uma coisa que ela merece é um voto de confiança pelo ótimo momento em que atravessa e pela gana em defender bem o Brasil na última Olimpíada da carreira.

      Excluir
  5. https://worldofvolley.com/Latest_news/Othercountries/113585/usa-m-russell-undergoes-surgery-in-us-will-miss-tokyo-olympics.html

    Russell provavelmente fora de Tóquio pela cirurgia no quadril. Isso mais o Sander capengando de lesões são dois problemaços para o Speraw nos próximos meses. Anderson, já com 34 anos, não aguenta ficar carregando ponteiro nas costas mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma que estourou o joelho há 5 meses, mas aparentemente irá para Tóquio é a Parubets. Ela se recuperou em uma clínica italiana especializada em recuperação de atletas de alto rendimento. Guerreira, merece estar na Olimpíada por ser a melhor ponteira russa atualmente e pelo corte sem justificativa que sofreu pelo louco do Marichev da Rio 2016.

      Excluir
    2. EUA no masculino vai ser um fiasco. A perda do Russel é um duro golpe. Sander vive com lesões e Anderson ficou a temporada inteira sem jogar, além de já ter 34 anos. E, como falamos no outra matéria, o banco deles é bem fraco. Magututia é mediano e Jaeschik sobre no passe. De Falco promissor, mas ainda cru pra Olimpíada. Enfim, provável que caiam nas quartas.

      Excluir
    3. Eu não descarto que os EUA fiquem ainda na fase classificatória, pois o grupo B é muito forte com Brasil, Argentina, França e Rússia. Seria o mesmo cenário da França na Rio 2016 e uma aposentadoria melancólica do Anderson na seleção.

      Excluir
    4. Solução óbvia: desloca o Anderson para a ponta, que é a posição de origem dele e bota o Patch de titular na saída. Patch se bem orientado, é bastante promissor, salta muito! Ainda assim seria um time bastante competitivo!

      Excluir
    5. A posição original do Anderson é meio, depois foi pra entrada e então saída. Não é muito inteligente deixar o melhor atacante da equipe preocupado mais em passar bem do que em propriamente atacar.

      Excluir
    6. O último anônimo foi cirúrgico. Os EUA dependem muito do Anderson, ele tem que vir como oposto mesmo. Patch é mediano e zero confiável. Spraw vai ter que arranjar alguma solução pra ausência do Russel, mas não vai ser fácil.

      Excluir
    7. Teoricamente, o 3º ponteiro é o Jaeschke. Porém, ele é outro que vive quebrado. Prevejo dias duros para o Speraw nos próximos meses.

      Excluir
    8. Central, ponteiro e oposto...caramba! Anderson multiuso!

      Excluir
  6. https://worldofvolley.com/Latest_news/FIVB/113583/under-pressure-of-big-national-teams-rule-on-registering-players-for-vnl-changed.html

    Mudança importante na VNL: cada time nos dois naipes poderá substituir 6 atletas do roster inicial de 12 no meio da competição. Egonu e outras podem entrar nesse período visando o final do campeonato. ZRG poderá rodar mais o elenco e acredito que todas as selecionáveis já estarão na bolha desde o começo do torneio. Não duvido que tenha cortes já antes da seleção embarcar para a Itália.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo, assim vários poderão ser preservados. Ou ótimo para quem pretende esconder jogo. Tanto no masculino e feminino tem disso. Acredito que a Rússia no masculino não virá completa na VNL.

      Excluir
    2. Não acredito em fiasco dos EUA porque o Campeonato Universitário da NCAA sempre abastece a seleção americana com ótimos novatos que surpreendem jogando na seleção... A NCAA é o maior celeiro de jogadores do mundo, isso é que é ter base.

      Excluir
    3. Kkkkkkk, sim vc está certíssimo, faltando três meses para a Olimpíada, vão surgir um Russell e um Sander vindo da liga universitária. Fonte: vozes da minha cabeça. #delirio

      Excluir
    4. Isso pq os EUA penam há anos com os ponteiros reservas da seleção, imagina com os universitários a 3 meses da Olimpíada kkk.

      Excluir
    5. Kkkkkkk o anônimo de 11:58 delirou. Como se jogar VNL fosse o mesmo que uma Olimpíada. Nenhum Russel ou Sander vai surgir em 3 meses. Vão ter que usar o banco atual, que não chega nem perto desses dois caras. Como falaram lá em cima, EUA corre o risco até de cair na fase de grupos, mais ou menos o que aconteceu com a França em 2016.

      Excluir
    6. EUA penam há anos? Time que levou a liga mundial de 2014, bronze na liga mundial de 2015, ouro na copa do mundo de 2015, bronze na rio 2016, bronze no mundial 2018, vice na VNL 2019 em casa e bronze na copa do mundo de 2019...é muito pódio depois que essa nova safra de ponteiros surgiram, vc não acha não? E para uma seleção que somente aparecia no seu melhor em olimpíadas!

      De qualquer forma, mesmo desfalcados, continuam perigosos e altamente competitivos, principalmente em jogos olímpicos. Não me surpreenderia se chegarem a mais uma semifinal!

      Excluir
    7. Isso pq os EUA penam há anos com os PONTEIROS RESERVAS da seleção, imagina com os universitários a 3 meses da Olimpíada kkk.

      O foco é o desempenho pífio dos ponteiros reservas e não da seleção americana como um todo.

      90% dessas medalhas foram conquistadas com Sander e Russell nas pontas e não com seus reservas. Reza para pelo menos o Taylor estar em condições de jogo até julho, pq senão a possibilidade de queda chicleteira já na fase classificatória é real kkk.

      Excluir
  7. https://www.instagram.com/giudilua_/

    Namorada da Egonu.

    ResponderExcluir
  8. A melhor do mundo, pra mim, é a Thaísa e não a Egonu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra mim, continua sendo a Zhu.

      Excluir
    2. É a Zhuttinha, desde que surgiu já tinha status de fenônemo....
      evoluiu depois no passe, mas no ataque sempre foi destruidora...

      Excluir
  9. Minha seleção para Tóquio: Brait, Tandara, Sheila, Gabi,Natália, Jaqueline, Garay, Gattaz, Mayany, Adenizia, Macris e... Dani ou Roberta??? Não sei!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que você levaria Sheila? Não dá pra jogar Olimpíadas no truque, e nem no truque ela está conseguindo mais. Pra mim as centrais titulares são Carol e C. Gattaz. Com relação à terceira central tenho muita dúvida, Mayany some na fase final. Não levaria Jaqueline também, a não ser se a Olimpíadas fosse de TIK TOK e não de Tóquio.

      Excluir
    2. Não troco uma Sheila nem por 10 Pipocasmaria, nem por 20 Morrenes. Confio muito mais na Sheila que vi nas semanas finais da Liga Americana do que na Pipocamaria ou na Morrene.

      Excluir
    3. Que balela é essa que Mayany some na fase final? Pois foi justamente nas finais do Campeonato Mundial em que o Minas conquistou a prata que Mayany cresceu de produção nos jogosfinais, jogando contra clubes que são verdadeiras "seleções do mundo". Mayany foi eleita a melhor central desse Campeonato Mundial bloqueando e atacando muito! E todos sabem que Mayany jogando com Macris é uma excelente atacante. Infelizmente, Roberta no Osasco não soube aproveitar todo o potencial ofensivo da Mayany, pois preferiu concentrar o jogopelas pontas, principalmente sobrecarregando a Tandara. Mayany com Macris vai atacar muito mais vezes. Obviamente, eu levaria para Tóquio, Mayany, Gattaz e Adenízia, sem sombras de dúvidas.

      Excluir
    4. Jaqueline provou nesta Superliga que ela é muito melhor que as ponteiras novatas, ela foi uma das grandes responsáveis por Osasco terminar a fase de classificação na segunda posição da tabela. Jaque era fundamental não só no passe como também no ataque. Jaque dividia com Brait a responsabilidade do passe e com Tandara a responsabilidade do ataque, tanto que depois que Jaque se confundiu, tanto o passe quanto o ataque de Osasco caíram de produção. Além disso, Jaqueline foi a melhor defensora dessa Superliga com defesas incríveis. Nem Pipocamaria, nem Ana Cristina são capazes de cumprir as funções de Jaqueline em um time.

      Excluir
    5. Minha seleção para Tóquio:
      Levantadoras: Fernanda Venturini e Fofão
      Opostas: Márcia Fu e Sheilla
      Ponteiras: Virna, Ana Moser, Paula Pequeno e Mari
      Centrais: Fabiana, Thaisa e Walewska
      Líbero: Fabi

      Com essas jogadoras no auge, a seleção seria incrível.

      Excluir
    6. A Sheila com aquelas pantufas não dá... a mulé tá com um alface na mão

      Excluir
    7. Sheilla e seleção brasileira está parecendo aqueles namoros ruins que você sabe que não está indo bem, mas não tem coragem de colocar um ponto final. Já vivi isso, é difícil, mas estamos falando aqui de uma competição, de trabalho, palhaçada essa emoção envolvida, nesse caso.

      Excluir
  10. Não entendo a Hill bancando na seleção americana... jogadora completa que se encaixa mt bem no estilo de jogo passe A deles.

    Aliás, ouvi essa semana um podcast com a Carlini. Ela disse que os EUA são muito bons com o passe A e podem bater de frente com qualquer seleção. Mas quando o passe quebra eles têm problemas pq não têm uma jogadora que cumpra o papel da Egonu, Zhu ou Bosko.

    Tenho minhas dúvidas sobre até que ponto um time assim vai ter sucesso. O passe nem vai sempre vai chegar e eles precisam de alguém que resolva os pepinos. Drews deveria assumir esse papel, mas acho que ela não conseguirá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito muito mais no jogo coletivo e no potencial defensivo de uma seleção como a dos EUA do que depender de 47 pontos de uma Egonu...

      Excluir
    2. Hill decaiu muito no ataque. Ponteira de composição especialista em passe já tem a Larson como titular. A outra precisa rodar mais bolas. Robinson está há algumas temporadas melhor do que a Hill no ataque. Kimberly sabe que o seu nível está decaindo e por isso se aposentará do esporte depois da Olimpíada.

      Manda o link do podcast. Acho que Carlini corre sérios riscos de ser cortada pela Poulter na reserva da Hancock.

      Excluir
    3. https://youtu.be/jJeKqtk7UpI

      Na descrição tem link pro áudio completo

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto muito da Hill, mas aquela fase áurea de MVP mundial de 2014 e MVP das finais pelo Vakif já passou.... Eu não a levaria para Tóquio, levaria Robinson e Larson na preparação, MBH e testaria na VNL Leah Edmond e a Plummer, para ter duas ponteiras de definição. Gosto bastante da Drews e testaria a Rivers na VNL. Eu acredito na força do time americano, principalmente se Akin estiver bem, Washington foi a melhor central deste jogo, disparado, gosto da Ogbogu também e carlini e Hancock estão jogando muito bem! Gostaria que Hentz e Clark fossem testadas também, vamos ver se o KK abre os olhos, penso que ele deve deixar o comando da seleção após Tóquio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As americanas arrasam nos nomes. Lembro que na Rio 2016 alguns grupos de torcedores que assistiam aos jogos, de proposito, impregnavam um inglês aceleradíssimo para nos não entende-los. Eu estava naquele jogo da eliminação dos Estados unidos x Itália. Eu estava próximo de alguns da torcida americana, acho que tinha alguns familiares dos jogadores devido a forte torcida que faziam e eles ficaram muito chateados no final. Vi que eram um povo rico, poderosos, aqueles torcedores americanos usando dólares, falando inglês, com mais tecnologia, mais nível cultural eram sim mais qualificados do que os demais presentes.

      Excluir
    2. Gostei muito das atuações da oposta canhota Karsta Lowe, da central Liana Sybeldon e da líbero Tyfany Clark na Liga Americana, acho que elas podem estar em Tóquio.

      Excluir
    3. O barro chicleteiro não vai pegar, vão ser eliminadas nas quartas de final, quem viver verá.

      Excluir
    4. Liga americana não é parâmetro pra nada... Terão que ser testadas na VNL. Mas Kiraly é teimoso e provavelmente levará Lowe como 2a oposta.

      Excluir
    5. Morrendo com o comentário das 11:18 kkkkkk /surto

      Será que o paneleiro americano levará novamente 3 levantadoras para a Olimpíada? kkkkkk /surto2

      Excluir
    6. Quem viver verá, eu acredito em medalha para os EUA.
      Mas é de fato uma olimpíada bem equilibrada, torcer para o Brasil ganhar da Sérvia e se classificar em primeiro, porque se passar em segundo vai pegar o terceiro do outro grupo que pode ser EUA, China ou Itália, serão grandes jogos.

      Excluir
    7. Já mais a Servia irá perder o primeiro posto no grupo com o Brasil. Todos sabem que só o 1º colocado do grupo em que o BRA faz parte poderá seguir no mata a mata. Mas pode ser que seleções escondam o jogo para surpreender a partir das quartas de finais.

      Excluir
    8. Se o Brasil passar em 2º, entra no sorteio após o fim da fase classificatória com o outro 2º e os dois 3ºs de cada grupo para definir o mata-mata. Bater a Sérvia seria muito importante para possivelmente escapar da chave chinesa, não entrando nesse sorteio por consequência.

      Excluir
    9. 'Já mais'

      Vsf.

      Excluir
    10. Seleção yakee é muito mais confiável do que a Sérvia! Só pq foi vice olímpica e campeã mundial há quase 3 anos não significa que irão se manter nesse nível...Bosko é um diferencial sim, bem como a levantadora e a Brankika, mas as demais seleções evoluíram mais, a própria Itália. Se a final do mundial fosse hoje, a Itália poderia levar! Turquia é um exemplo que dará enorme trabalho, querendo ou não é um grupo com ótimas jogadoras e um bom técnico, assim como a própria Rússia descamisada não será moleza com Kosheleva e Goncharova juntas, mesmo sem passe e atacando balões!

      Excluir
  13. https://www.instagram.com/p/CN1DVE-nCky/

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  14. Tem que ser muito anta em levar três ponteiras e três levantadoras em uma Olimpíada, o naturista Kiraly levou sem necessidade a caminhoneira hétera da C. Thompson para a Rio 2016, antes tivesse levado ela na comissão técnica, Thompson tinha apenas um bom saque, mas ele a utilizou antes da hora naquele tiebreak da semifinal, deveria ter tirado a chiclete Adams naquele 13x13, estourou as substituições e aí a criatura erra aquele saque, gente, sem mentira, eu já sabia que ela sacaria na rede... Mas também, o paneleiro chicleteiro jamais imaginaria que a PopcornLowe lacraria com aquela pipe na rede antológica, quando vi a Lowe virando tudo naquele tie break, fiquei só esperando ela pipocar e não deu outra coisa, mas também a antipática da Glass deixou ela sem receber bolas por um bom tempo, quando voltou a utilizá-la já era tarde demais.

    EUA perdeu a chance da vida naquela derrota, pois naquela época ela não perderiam para chinesas, tenho a mais absoluta certeza disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza a MAIOR chance das americanas foi em LONDRES 2012. Por isso que as jogadoras e comissão técnica, após as Olimpíadas, já mesmo após a derrota na final, imediatamente se arrependeram que que fizeram. Elas ressuscitaram as amarelas!!!! Algo que ninguém faria e a incompetência USA fez!!! e o pior: as jogadoras seguiram as determinações para vencer a partida e então, as atletas mantiveram um jogo forte e pesado contra a Turquia em troca do nada!! Jogaram pra ficar bonito na fita. Estados Unidos classificaram as brazucas. E na final tiveram que engolir a incompetência, insanidade de uma decisão errada!! O técnico Hugh McCutcheon, aquele lixo que falou em jogar com ética contra a Turquia, foi culpado, mas as jogadoras em quadra foram burras ao vencer as turcas de forma desnecessária e sem nem fundamento. Hooker; Larson; Akinradewo, Logan Tom e demais perderam a chance. Em 2014, elas eliminaram o BRA da final do Mundial e conseguiram o Titulo de Campeãs Mundiais.

      Excluir
    2. More, supera!!! O Brasil foi campeão porque mereceu. As brasileiras encontraram seu melhor jogo e se superaram. Se a situação fosse inversa, a seleção brasileira também não teria perdido para a Turquia visando eliminar o time americano. Quem quer ser campeão não tem medo do adversário.

      As americanas foram jogar a final de salto alto achando que o jogo estava ganho e encontraram um Brasil extremamente focado e taticamente impecável.

      Excluir
    3. Esse palerma não muda o disco? Quem garante que as chicleteiras bateriam os avatares dopados russos em uma eventual final. A Rússia em 2012 tinha o melhor time, assim como o Brasil era em 2016 e ambos ficaram pelo caminho. Supera, ô idiotinha!

      Excluir
    4. mas o Brasil só pode continuar jogando e crescendo pq os EUA deixaram, assim como chamam as russas de dopadas, podemos chamar as brasileiras de cagadas, cagadas de sorte kkkkkkk

      Excluir
    5. Da mesma forma que as chinesas classificaram as cagadas chicleteiras para o F6 do Mundial 2018. Muda o disco, crl.

      Excluir
    6. ué e os EUA ganharam alguma coisa no mundial 2018?????
      eternas cagadas de 2012

      Excluir
    7. Justamente, animal. Chicleteiras foram carregadas pela China ao F6 do Mundial 2018 para apenas 4 dias depois serem escorraçadas da semi. As incompetentes não aproveitaram a chance que tiveram.

      Depois de EUA x Turquia em Londres 2012, Brasil ganhou de Sérvia, Rússia, Japão e dos próprios EUA para conquistar com méritos o segundo ouro olímpico. Nem todas têm a capacidade de agarrar com unhas e dentes oportunidades únicas que surgem pelo caminho.

      Excluir
    8. Pelo som da sanfoninha....
      ainda bem que vc frisou, depois de EUA x Turquia...
      Deve ser por isso que dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar...

      Excluir
    9. Mas já caiu, com as chicleteiras perdendo dois ouros olímpicos em sequência para o Brasil kkkkkk.

      Excluir
    10. Os EUA sentiram demais a ausência da Akin na semi, não dá para afirmar mas possivelmente o resultado teria sido diferente, visto que as yankees já tinham ganho da Sérvia na fase de grupos. Segunda vez que em finais elas perdem sua principal jogadora, o mesmo ocorreu em 2002 com a excelente Keba Phipps.

      Excluir
  15. A Cuca do Sítio passa o dia inteiro falando de BBB, que horror! Fica babando ovo de uma Maria Ninguém chamada Juliete e ofendendo os integrantes que antagonizam com ela. Como é possível uma atleta desse nível se rebaixar tanto assim? Acho que o excesso de botox ou namorar um molóide com cara de bobo da corte tá deteriorando o cérebro dela. SCRR!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como atleta é excepcional, mas é tão infantil coitada. Na live até o Voloch ficou constrangido porque os exemplos dela são todos do BBB. Preguiça desse programa tosco

      Excluir
    2. BigBostaBrasil

      Excluir
  16. Gente, acabei de encontrar um dos jogos mais antológicos de todos os tempos, na minha opinião só perde para o Brasil x Rússia de 2012. rsrsrsrs



    A disputa de quinto lugar entre as chicleteiras e as nanicas japonesas no Mundial passado. BEEEEEEEERRRRRRRROOOOOOO!!!!

    Link: https://www.youtube.com/watch?v=GoKd8h8Ng4U

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk

      Última aparição pública da Lei de Murphy. Depois disso, nunca mais jogou nem por clubes e privou todas as redes sociais.

      Excluir
  17. respondendo a sua pergunta... dá sim para não chamá-la de melhor do mundo....
    Zhu e Bosko tem melhor aproveitamento e erram menos... Não lembro de uma partida que Zhu teve 15 erros num jogo, só se fosse naquela fase do punho bichado... não esqueço aquela partida em que ela com o punho bichado marcou 21 pontos em 2 sets no último mundial de clubes e pediu pra sair no 3 set... fenomenal

    ResponderExcluir
  18. Acho justa a convocação da Sheilla, mas a mesma terá que jogar de verdade para merecer a vaga olímpica. Agora se for só pelo nome, eu sinceramente morreria de vergonha por ela. PQP! Ir para uma competição curta sem condições físicas e tirando a vaga de alguém que está em melhor fase é uma situação vexatória/constrangedora. Eu, não teria essa cara de pau.

    Agora só depende dela mesma ficar com essa vaga, não deve ser tão difícil jogar melhor que Lorenne e Berromaria e ainda tem a Ana Cristina que se bem treinada tem tudo pra ficar com a segunda vaga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natália já fez isso, Fabíola já fez isso... Qual a surpresa com a novidade velha? Autocrítica não é forte de brasileiro.

      Alguém sabe me informar que dia será a final da Champions e por onde posso assistir, por gentileza?

      O Gustavo fala tanto de voleibol internacional que até tá dando vontade de começar a acompanhar.

      Excluir
    2. 01/05 e sempre tem links piratas para assistir aos jogos.

      Excluir
    3. Viram que o Vakif tá com 10 casos de covid? Será que eles vão conseguir jogar a Champions? Queria tanto assistir.

      Excluir
    4. Pelas fotos que o Vakif postou dos treinos de hoje, as atletas contaminadas são:

      Melis (4ª central) e Kubra - as duas já estavam ausentes da cerimônia de premiação do Turco;
      Bartsch;
      Gozde (2ª oposta);
      Orge.

      Teoricamente, a única ausência perigosa é a da Bartsch por ser a ponteira de força do time. Melis não joga em quase nenhuma competição. Rasic entra no lugar da Kubra na Champions. Gozde não faz diferença por causa da Haak. Guidetti teimosamente sempre mantém Ayça como líbero titular, então Orge tbm acaba não fazendo falta.

      Se a Michelle se recuperar bem nos próximos dias, a equipe titular do clube estará inteira para a final em Verona.

      Excluir
    5. Vakif ainda acabou dando 'sorte' de 4 das 5 atletas contaminadas serem reservas.

      Excluir
    6. A falta da Bartch é um problema e tanto... ela tem uma função importante no jogo do Guidetti. Espero que se recupere a tempo. Vakif vai precisar de força máxima pra ter um mínimo de chance de ganhar do Cone.

      Excluir
  19. Mais uma temporada a ver navios para o Novara. Contratar Rosamaria como oposta principal é no mínimo arriscado, é tipo trocar seis por meia dúzia, eu preferiria mil vezes a princesa das caminhoneiras Karakurt.

    Nunca vi Rosamaria fazer mais de 30 pontos em uma partida, a italiana de Taubaté é no máximo uma boa oposta, mas não passa disso. In my opinion!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderia ser pior, já pensou a Sheilla de oposta no lugar da Rosamaria. É o que pode acontecer na seleção brasileira. Tá vendo quando a gente deixa a emoção de lado, como não faz mais sentido a Sheilla na seleção brasileira.

      Excluir
    2. Quanto drama! Vamos primeiro ver a atuação de todas e esperar a convocação das doze, aí sim, se Sheilla for só por nome poderemos nos lamentar. Sinceramente, eu prefiro qualquer uma das outras opostas que a Italianinha de Taubaté.

      Excluir
    3. Não faz sentido Novara contratar duas opostas em ascensão que não dão certo na ponta. Se forem para se revezarem na saída, até vai. Porém, eu ainda iria atrás de uma oposta jovem mais experiente, tipo a Lippmann que pode ir pro Savino. Rosa tem a vantagem de ter tirado a cidadania italiana, liberando o clube para ir atrás de mais uma estrangeira.

      Excluir
    4. Se for* para se...

      Excluir
    5. Anônimo 2 cirúrgico...
      Tem uma turminha aqui dos 2 pesos, 2 medidas...

      Excluir
  20. Macris/?
    Tandara/?
    Garay/Natália/Gabi/?
    ?/?/?
    Brait

    Hoje, o Brasil tem metade da seleção definida para Tóquio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo anônimo, pra mim, a única indefinição fica por conta da segunda levantadora, e acho que o Zé também está no maior dilema pra decidir entre Roberta e Dani-se Lins.
      Nas outras posições, ao meu ver, ficará assim:
      Tandara/ Sheilla
      Garay/Natália/Gabi/ Jaqueline
      Gattaz, Mayany, Adenízia
      Brait
      Macris/???

      Excluir
    2. Tbm acho que o ZRG não terá culhões para cortar a Sheilla.

      Será que Jaque é mesmo convocada? Rumores de que será chamada junto com Gabi e Honório com o fim da Champions. Mas o que o técnico faria com 5 opostas? SOS.

      As 5 centrais estão basicamente no mesmo nível. Não consigo cravar ngm ainda da posição em Tóquio, só depois da Liga das Nações mesmo.

      Eu levaria a Roberta pela inversão. Porém, Zé ama a Pani. Então...

      Excluir
  21. Realmente não faz sentido convocar 5 opostas às vésperas de uma Olimpíada, mesmo sabendo que a vaga de duas já é certa. rsrsrsrs A não ser que já esteja visando o Mundial do ano que vem e Paris, sem bons técnicos disponíveis, duvido que o Zé deixe a seleção pós Tokyo.

    Se a criatura só quis convocar 3 levantadoras, mesmo sabendo que uma vaga já é da concursada Pani Lins. Se o Zé quiser uma desculpa para cortar a Sonsacris, colocaria Pipocamaria na ponta junto com a promessa chinesa e a vegana teria que provar que sabe jogar sem passe. kkkkkk

    Óbvio que Jaque será convocada, se ele não convocou a chaverinho Amanda, que atualmente era a nossa Jaque de R$ 1,99 é porque ele tem intenção de testar nossa Drama Queen. Justíssimo!

    Faria assim na VNL:

    Macris/Tandara
    Mayane/Berronízia
    Pipocamaria (#deboche)/Nating
    Nyeme

    Pani Lins/Sheilla (morri!!!)
    Bia/Chinattaz
    Garay/Jaque (fadas antagônicas)
    Brait

    Roberta/Lorenne
    Berronizia/Chinattaz (quero muito ver ela jogando sem a Macris)
    Minibi/Ana Cristina
    Brait

    Essa será uma das GP/VNLs mais interessantes dos últimos tempos, nossa seleção é verdadeiramente uma grande incógnita, pode surpreender ou pode ser um FLOP estratosférico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem a Meg Ryan de 1,96m nossa seleção sofrerá demais com essas centrais baixas e limitadas. Mas vamos primeiro ver a atuação delas para depois criticá-las?

      Não lembrei da Antenarol, então colocaria ela na seleção 1 no lugar da Fubanízia. hehehe

      Excluir
    2. Macris provou que joga sem passe. Nessa temporada foi só por Deus em alguns jogos o passe do Minas.

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)