Com 25 de Ilchenko, Uralochka derrota seleção da Rússia

Começou hoje (17) na Rússia a Copa de Kaliningrado, um torneio preparatório que reúne os três primeiros colocados do último Russo (Kazan, Lokomotiv e Uralochka) e a seleção russa. É comum que eles misturem seleções e clubes por lá, vide Yeltsin Cup.

O problema para Sergio Busato e seu time é que a seleção nacional foi derrotada na estreia do quadrangular por 3 sets a 1 (26:24, 17:25, 15:25, 15:25) pelo valente Uralochka NTMK de Nikolai Karpol - agora dirigido pelo seu filho, Mikhail Karpol, afinal Nikolai é do grupo de risco.

A seleção russa não contou com Evgeniya Startseva e com Nataliya Goncharova, ambas lesionadas nem foram convocadas. E Busato também esqueceu de convocar a grande estrela da partida, a ponteira Ksenia Ilchenko (também conhecida como Parubets), a faz tudo do Uralochka. 

Ksenia Ilchenko (Parubets) foi a grande estrela da partida, ofuscando o duo Kosheleva e Voronkova (Foto: reprodução)


Na verdade não foi esquecimento, as atletas revezarão entre seus times e a seleção. Azar da Rússia, já que Ilchenko hoje anotou 25 pontos, com 53% de aproveitamento, maior pontuadora e melhor percentual de ataques na partida. Amargando o retorno de Tatiana Kosheleva que fez apenas 11 pontos (30% de aproveitamento) e também a atuação de Irina Voronkova, dona de 13 pontos (34% em aproveitamento).

Um detalhe importante é que para ter Kosheleva na ponta, Busato optou por jogar com Tatiana Yurinskaya como oposta passadora, o que não deu certo, já que Kosheleva pontuou pouco. Hoje ainda tem um jogo, Kazan x Lokomotiv. O quadrangular termina no sábado, com o confronto de Rússia e Dínamo Kazan.

Copa de Kaliningrado

Rússia 1 x 3 Uralochka (26:24, 17:25, 15:25, 15:25)

Rússia: Lazarenko 8, Romanova 1, Fetisova 1, Kosheleva 11, Voronkova 13, Yurinskaya 3, Malova (L) e Pilipenko (l). Sub: Malygina 1, Efimova 3, Shcherban 2, Isaeva 2, Matveeva 1, Brovkina, Frolova. 

Uralochka: Ilchenko 25, Smirnova 17, Kotova 13, Kulikova 10, Anisova 8... (dados divulgados incompletos)

Derrota acabou ofuscando retorno de Kosheleva à seleção russa (Foto: FIVB)

Comentários

  1. Kosheleva é um problema para a Rússia. Ela demonstrou no último Mundial de Clubes que recuperou a força no ataque, mas a questão do passe ainda complica muito. Vamos ver se o Busato vai dar uma de Terzic montando uma linha de recepção com apenas duas jogadoras (Parubets e Malova) para contar com a Koshe ou mantém a Voronkova - que passe um pouco melhor que a Tatyana - de titular.

    ResponderExcluir
  2. O Nome dela é Tiffany!!!28 de agosto de 2020 13:26

    Meu Deus!!! Essa Koshe já passou dos 25 anos e ainda não aprendeu a passar??? Falaram que o Bernardo ia fazer ela uma exímia passadora, se igualando a Sokolova quando ela jogou no Rio!!! O que eu via era quinada atrás de quinada no Tijuca!!! #SacanaKoshe
    Kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que me consta, passe é fundamento que se aprende na base e depois só aperfeiçoa. Se não aprendeu, não vai conseguir.

      Excluir
  3. O Nome dela é Tiffany!!!29 de agosto de 2020 14:37

    #SacanaKoshe
    Jogou no Rio e não aprendeu passar!!! Ué não é o Berna que faz todo mundo passar na mão???
    ����������

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)