Drama do Krasnodar: após nevasca e voo cancelado, federação decreta WO do time

O Dínamo Krasnodar, vice-líder invicto do Campeonato Russo, sofreu sua primeira derrota ontem (01) sem entrar em quadra. O motivo? O time não conseguiu chegar a tempo do jogo na cidade de Yuzhno-Sakhalinsk para enfrentar o time da casa, o Sakhalin.

O Dínamo Krasnodar tentou viajar para o confronto, segundo declarações oficiais da equipe. As jogadoras e a comissão técnica do Krasnodar ficaram mais de 5 horas esperando para embarcar de Krasnodar para Moscou na última sexta-feira, onde pegariam o segundo voo. Mas o mau tempo (a Rússia passa por um período de nevascas, aproximando-se de seu popular inverno) gerou uma série de atrasos nos voos, impossibilitando que a equipe embarcasse. O Krasnodar alegou ainda que procurou por outras companhias aéreas que tivessem vagas disponíveis, mas não conseguiu devido ao congestionamento de passageiros entre os vários voos atrasados. 

Equipe do Dínamo Krasnodar não conseguiu embarcar para Yuzhno-Sakhalinsk (Foto: Dínamo Krasnodar)


A solução para o Krasnodar foi conseguir apenas 10 assentos para viajar hoje (02) para Sakhalinsk e mesmo com a equipe bem defasada, concordou. Entretanto, a Federação Russa de Vôlei (VFV) negou o pedido para transferir a partida para a próxima segunda (03), alegando que o Sakhalin tinha viagem marcada para Moscou no mesmo dia. 

Apreensiva em Moscou desde sexta-feira, a equipe retorna hoje para Krasnodar sem resposta conclusiva. Gerente geral do Dínamo Krasnodar, a lendária Lioubov Sokolova comentou a situação: "Estamos negociando um eventual adiamento do nosso quarto jogo para outra data. Nós estamos mantendo contato com a diretoria do Campeonato da Rússia e entre as duas equipes sobre esta questão, discutindo datas possíveis e esperando que não sejamos prejudicados. Hoje nossa equipe retornará de Moscou para Krasnodar e se preparará para um jogo em casa contra o Yenisei", disse Sokolova.

Na tabela da classificação do Campeonato Russo, o Sakhalin aparece liderando (o Lokomotiv ainda joga hoje) depois de uma suposta vitória por 3 a 0 sobre o Krasnodar, com placar de triplo 25 a 0. O técnico da equipe, Konstantin Ushakov, alegou que acredita que tudo será resolvido da melhor forma possível.

11zM27iuFbU
Gerente geral da equipe, Sokolova afirmou que o Krasnodar segue em diálogo com a organização do campeonato (Foto: Dínamo Krasnodar)

Sakhalin: o "calcanhar de Aquiles" da Liga Russa

O Sakhalin é um dos maiores rivais dos times russos, não pelo seu plantel com grandes jogadoras ou um investimento pesado. O problema é sua localização, Yuzhno-Sakhalinsk é muito afastada dos grandes centros russos. São quase 10 mil quilômetros de distância (em termos de comparação, os extremos do Brasil, Oiapoque e Chuí, tem pouco mais de 4.170 km de distância) entre Krasnodar e a cidade do Sakhalin, sendo necessários dois voos e aproximadamente 10 horas de viagem. 

Por isso, o Sakhalin tem sido um grande problema para os times da liga. As polêmicas começaram no final da temporada 2016/2017, quando o Dínamo Kazan desistiu de um confronto na cidade, o que acabou custando a eliminação do Leningradka e classificou Sakhalin para os playoffs. O mesmo aconteceu na temporada passada com o Dínamo Metar, mas o autor do WO proposital foi o Yenisei Krasnoyarsk.

Equipes costumam 'fugir' da distância do isolamento de Yuzhno-Sakhalinsk; na foto, jogadoras do Metar choram após eliminação do WO do Yenisei na temporada passada (Foto: VFV)

Comentários

  1. É um país gigantesco. São 14 Fusos horários!!!! PASMEM: 14 fusos diferentes. É uma verdadeira geladeira a céu aberto - o que deve ser uma Maravilha, sempre com aquele clima frio - ótimo para a pele. Mas o campeonato russo tem muita tradição - é muito antigo e as jogadoras tem que fazer toda essa maratona: treinos; descansos; viagens; horeis; táticas e ao final são convocadas para os treinamentos com a Seleção. 2019, haverá gente nova na seleção; com a equipe técnica melhor adaptada - o comando já observou a capacidade das jogadoras e a RUS teve um bom resultado no Mundial. Apesar que a tradição mesmo é RUS entre as finalistas.

    ResponderExcluir
  2. No primeiro mundo è a nevasca q interrompem as partidas.Jà no terceiro mundo sãos as goteiras e as condições precàrias dos ginàsios q andiam os jogos.

    ResponderExcluir
  3. Parece-me um regulamento rígido pois não levou em conta as condições climáticas que impediram o time de comparecer na hora marcada para a realização da partida.

    ResponderExcluir
  4. Gustavo vc vai postar os resultados da liga chinesa? no time da Tandara, Dobriana Rabadzhieva não está virando nada, está jogando muito mal, o que tá salvando o Guandong é a ponteira chinesa, e oposta chinesa reserva da Tandara, que está resolvendo. No Tianjin Aleksandra Crnčević é outra que está muito mal, só Li YY vira!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3