A evolução do poderoso Minas, campeão Sul-Americano de Clubes 2018

O sábado foi decisivo para dois gigantes do voleibol brasileiro. Em casa, sediando o Campeonato Sul-Americano, o Camponesa/Minas enfrentou o Sesc-RJ na final do torneio. Dois brasileiros da competição, essa final já era totalmente esperada. E pela segunda vez consecutiva, o Minas derrubou o Rio de Janeiro, dessa vez por 3 sets a 2 (25/23, 22/25, 25/23, 15/25 e 15/9). Com o título, terceiro do Minas, a equipe garantiu vaga para o Mundial de Clubes, que acontecerá em Zhejiang, na China, ainda sem data definida.

Minas Tênis Clube é campeão Sul-Americano 2018 (Foto: Orlando Bento/Minas TC)


A partida mostrou como o Minas cresceu na temporada! E uma peça em especial mudou a cara do time: Sonja Newcombe. A americana mudou o sistema de preparação do time mineiro, estabilizou o passe e ainda virou uma boa opção de ataque, habilidosa pela entrada de rede. E com o melhor passe, reencontramos uma das grandes levantadoras do Brasil: pode entrar, Macris! Show da minas-tenista, deu aula de fintas nas centrais cariocas. Destinee Hooker, voltando de um problema de saúde, não jogou como titular e Rosamaria foi a oposta.

E claro, Carol Gattaz é uma das melhores centrais da atualidade, eu nem discuto que é a melhor do Brasil. A jogadora marcou 19 pontos no jogo desse sábado, pontuação de oposta para a equipe mineira. A experiente capitã do Minas confessou que estava ansiosa para a partida: “ Eu não consegui dormir de ansiedade. Pensei no jogo a noite toda e no que a gente precisava fazer para vencer o Rio, que destaco sempre: é um time a ser batido! Hoje, felizmente, conseguimos fazer tudo certo e garantimos o título. Comentemos alguns errinhos, que são normais durante os jogos, mas, a união da nossa equipe, fez a diferença. Tivemos a baixa da Hooker e Mayany, nesta semana, mas conseguimos preencher as posições delas. Digo e repito: a união do nosso time, ganhou o campeonato”, disse Gattaz.

Grande atuação de Carol Gattaz foi decisiva para o título do Minas (Foto: Orlando Bento/Minas TC)


Pelo lado do Rio, a ponteira Gabi foi o grande nome do jogo, dona de 22 pontos. Entretanto, a jogadora sofreu mais do que de costume no passe. Além dela, nenhuma outra jogadora chamou a responsabilidade no ataque e as centrais tiveram desempenho aquém de seu potencial. Em uma comparação, o Rio fez 14 pontos de ataque com suas meios, enquanto o Minas marcou 22. Mas no geral, o Rio pontuou mais em ataques: 60 contra 57 pontos do Minas. Bernardinho optou por manter Drussyla como titular, valorizando seu passe. Mas a ponteira parece sentir a pressão quando joga contra a torcida mineira e foi Peña a jogadora decisiva da última vitória do Rio sobre o Minas.

Gabi foi a maior pontuadora do jogo na derrota para o Minas (Foto: Orlando Bento/Minas TC)


O Minas jogou na raça e na superação, sendo que o time evoluiu muito em bloqueio e principalmente em defesa. E em casa, o Minas conta com uma torcida apaixonada que faz de sua arena um caldeirão. O time parece ter chegado a um novo patamar depois da vexaminosa eliminação para o Praia Clube na Copa do Brasil. O questionado Stefano Lavarini incontestavelmente faz um trabalho de evolução, e batendo o atual campeão pela segunda vez consecutiva, traz o Minas de volta aos grandes do Brasil. Esse é o terceiro título da equipe na temporada, já que também foi campeã mineira e da Gatorade Cup.

Único técnico estrangeiro da Superliga feminina, Stefanno Lavarinni levou o Minas a seu terceiro título na temporada (Foto: Orlando Bento/Minas TC)


A vitória dá a classificação do Minas ao Campeonato Mundial de Clubes pela segunda vez em sua história. O time disputou o torneio em 1992, quando foi derrotado pelo extinto Teodora Ravenna, da Itália. No Sul-Americano é seu terceiro título, tendo vencido as temporadas de 1999 e 2000 do campeonato. 

Campeonato Sul-Americano de Vôlei - Final

Minas 3 x 2 Sesc (25/23, 22/25, 25/23, 15/25 e 15/9)

MIN: Newcombe (12), Gattaz (19), Pri Daroit (10), Rosamaria (16), Macris (4), Mara (9) e Léia (L). Sub: Karol Tormena, Karine, Hooker (3), Natália. 

SES: Drussyla (12), Monique (16), Gabi (22), Juciely (9), Mayhara (12), Roberta (5) e Fabí (L). SUB: Kasiely, Carol Leite, Peña.

Seleção do Campeonato

Melhor Jogadora (MVP): Carol Gattaz (Minas)
Melhor Levantadora: Macris Carneiro (Minas)
Melhor Oposta: Holly Toliver (Regatas)
Melhores Ponteiras: Rosamaria Montibeller (Minas) e Drussyla Costa (Sesc)
Melhores Centrais: Juciely Cristina (Sesc) e Mayhara da Silva (Sesc)
Melhor Líbero: Léia Silva (Minas)

Seleção do Campeonato Sul-Americano 2018 (Foto: Orlando Bento/Minas TC)

Classificação final

1º lugar – Camponesa/Minas (BRA)
2º lugar – Sesc-RJ (BRA)
3 º lugar – Club Regatas Lima (PER)
4º lugar – Gimnásia y Esgrima de La Plata (ARG)
5º lugar – Club Atlético Boca Juniors (ARG)
6º lugar – Universitario San Simón (BOL)

Tabela completa

20/2 (terça-feira)
Camponesa/Minas 3 x 0 Regatas Lima - (25/22, 25/13 e 25/14)
Gimnasia Y Esgrima 3 x 0 San Simón - (25/11, 25/12 e 25/16)

21/2 (quarta-feira)
Sesc-RJ x Gimnasia Y Esgrima – (25/13, 25/15 e 25/17)
Camponesa/Minas x Boca Juniors – (25/7, 25/16 e 25/12)

22/2 (Quinta-feira)
Sesc-RJ 3 x 0 San Simón – (25/6, 25/14 e 25/13)
Regatas Lima 3 x 1 Boca Juniors - (25/23, 25/18, 19/25 e 25/21)

23/2 (Sexta-feira)
Boca Juniors 3 x 0 San Simón – (25/10, 25/11 e 25/17)
Semifinal 1 - Camponesa/Minas 3 x 0 Gimnásia Y Esgrima – (25/14, 25/13 e 25/11)
Semifinal 2 – Sesc-RJ 3 x 0 Regatas Lima - (25/13, 25/8 e 25/9)

24/2 (Sábado)
Disputa de 3º lugar –  Gimnásia Y Esgrima (ARG) 0 x 3 Regatas Lima (PER)
Final – Camponesa/Minas 3 x 2 Sesc-RJ (25/23, 22/25, 25/23, 15/25 e 15/9)

(Foto: Orlando Bento/Minas TC)

Comentários

  1. Pensei que o MVP do Torneio seria o Juiz. Jogou Muito pelo Minas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do msm Jeito que sempre Joga para o Rio.

      Excluir
    2. Eu acho que o árbitro errou bastante para os dois times. A diferença é que os erros dele quanto ao Sesc, foram em finais de set. Mas para o Minas, por exemplo, ele deu um toque na rede da Gattaz (que foi na parte de fora) e um 'dois toques' da Newcombe, em bola que a Drussyla fez bem pior.

      O ideal é que a CSV (Conf. Sul-Aamericana) usasse o sistema de desafio, pelo menos nas semifinais. Mas não aconteceu.

      Excluir
  2. A Gatazz nn é convocada por opção dela, ou por que o Ze Roberto nn a convoca?
    E o Chinês? Nn vai postar rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ela não vai para a seleção por opção. Mas acredito que ela possa voltar.

      Excluir
    2. A Gattaz não era convocada porque tinham centrais jogando melhor que ela até 2016 e também porque vivia passando por problemas esporádicos de contusão. A Gattaz teve essa ascensão na carreira a partir de 2017, quando começou a jogar como nunca havia jogado antes no ataque, conquistando inclusive o MVP do CAMPEONATO MINEIRO 2017. Antes, Gattaz atacava praticamente só a CHINA, agora seu arsenal de ataque está muito mais COMPLETO, está puxando bola de meio na frente e atrás, batendo chutado e,claro, a CHINA, sua marca registrada, porém a eficência nas demais bolas aumentou muito, principalmente na CHUTADA com a MACRIS. Gattaz está hoje na melhor fase da carreira como ATACANTE, está mais rápida, mais ágil, mais habilidosa que em temporadas passadas, e com 1,92m sendo a melhor atacante da superliga ela é convocação certa na lista do Zé Roberto.
      As jogadoras não sempre a mesma coisa durante toda a carreira, elas podem evoluir ou cair de produção dependendo das contusões, da dedicação ao treinamento, do emocional, do comissão técnica, entre vários fatores... Acho que estar bem na sua vida particular e também a contribuição do técnico Stefano Lavarini e o bom entrosamento com a Macris contribuíram para a EVOLUÇÃO da GATTAZ. Gattaz hoje ataca melhor com Macris do que atacava com Naiane.

      Excluir
  3. Carol Gattaz está realmente em uma fase incrível, mas dizer que ela é a melhor central do Brasil é um insulto com as outras que estão jogando em alto nível tanto quanto essa última (Adenizia, Walewska, Bia)... MAS UMA COISA É FATO, ELA TEM A MELHOR CHINA DO BRASIL ATUALMENTE!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juro que não entendo essa grande consideração pela Adenízia. Uma grande bloqueadora, uma ótima atacante, mas não vejo nada que faça da temporada dela melhor do que a Gattaz, NADA.

      Walewska é uma grande central, tá jogando muito, mas não tem o poder de decisão que a Carol tem. A Carol comanda o ataque do time, é a principal pontuadora do Minas e a Walewska mantém uma regularidade, faz ótimos jogos, mas não tem essa característica de decisão que a Carol vem apresentando na temporada.

      É Bia é tão boa quanto, mas é mais irregular e no Osasco a gente sabe que na hora da definição, não é pelo, é pela saída.

      Excluir
    2. Concordo em partes com com o ToFly, mas agora dizer que a temporada da Adenizia não tá sendo um "parâmetro equivalente" a da Gattaz é uma certa ignorância... Lógico que em comparação a temporada passada ela vem recebendo muito menos bolas atualmente (o que é um erro, visto que ela beirava aos 20 pontos na maioria dos jogos). Por exemplo, hoje ela não recebeu tanta bola contra o Conegliano mas fechou a rede em apenas 3 sets disputados, ela não é uma jogadora tão decisiva no ataque quanto a Gattaz, mas se for comparar nessa temporada ela levanta, defende (quem ta assistindo o campeonato italiano sabe do que eu to falando, o que ela ta defendendo não é brincadeira) e bloqueia muito mais que a Gattaz!!! Dois pesos, duas medidas.

      Em relação a Bia, ela é muito irregular. Um exemplo é que contra o Minas foi uma bosta, mas contra o Praia foi a única que recebeu bolas e jogou bem... Novamente, dois pesos, duas medidas, depende do ponto de vista!

      Excluir
    3. Bem... acredito que você está usando "duas medidas" rs. Afinal, se você quer considerar apenas bloqueios, você tem que incluir a Ana Carolina. E você mesmo admite que não é uma temporada boa no ataque da Adenízia. Fim, nem há discussão, temos que separar números de gosto. E hoje a Ade marcou 8 pontos, 3 de ataque, 27% de aproveitamento - e isso é muito baixo pra uma central. Mas claro, respeito sua opinião.

      Sobre a Bia, você pode reler e ver que o que eu citei como diferencial entre ela e a Gattaz foi justamente esse potencial de decisão.

      Entretanto, são apenas opiniões e ninguém é ignorante por discordar disso.

      Excluir
    4. Concordo que a Gattaz vem fazendo uma excelente temporada, talvez a melhor central brasileira atualmente, mas dizer que não vê NADA que faça a temporada da Adê ser melhor é no mínimo leviano, basta ver os números de bloque. Adê fez 78pts em 71 sets, algo bem maior que a Gattaz que nem aparece nas estatísticas de bloque da SL. Os números da Adê no bloque são os melhores se comparado Turco, Italiano e SL, só comparados com o da Rasic, mas essa marcou bem menos pts por jogar menos.
      Adê hj é no mínimo top 3 das melhores bloqueadoras do mundo.

      PS: Não sou o msm que comentou aí em cima.

      Excluir
    5. Sim, uma grande central, uma grande bloqueadora, nada tira esses méritos da Adenízia. Mas não é uma central que está rendendo ofensivamente no italiano. Eu diria que a Gattaz é hoje a bola de segurança da Macris e a Adenízia não tem essa eficiência com a Carlini.

      Eu me refiro a importância tática, jamais menosprezando a Adenízia, pelo contrário. Mas não acho que ela esteja numa fase sublime e acho até que ela já fez temporadas bem superiores aqui no Brasil. Mas bem, é minha opinião.

      Excluir
    6. Sei que é sua opinião, mas quando vc diz NADA, subtende-se que ela está fazendo uma temporada superior em todos os fundamentos, o que não é verdade.

      Excluir
    7. PRA MIM A MELHOR CENTRAL DO BRASIL É A THAÍSA

      Excluir
    8. Nããão, eu não quis menosprezar a importância da Adenízia. Eu só não a vejo bem ofensivamente, defensivamente (bloqueio) ela é a melhor, sem dúvidas.

      Mas acho que Bia e Gattaz são mais completas nesse sentido, ou melhor, fazem uma temporada melhor.

      Excluir
    9. Eu to achando a Bia tão irregular To Fly, na temporada 16/17 ela estava bem mais regular no ataque!

      Excluir
    10. Adenízia caiu muito de rendimento com a entrada da levantadora Carlini no time. Incrível como a americana tem uma distribuição limitada às extremas. A substituta Di Iulio não é muito diferente não.

      Para o C. Mundial, devemos esperar que o Zé Roberto convoque Gattaz, Bia, Carol e Adenízia, nesta ordem, com a última sendo cortada, caso a Thaísa volte bem.

      Excluir
    11. Se Zé for cortar alguém, esse alguém será Bia ou Carol...
      Se ele fosse pra cortar a Adenizia teria cortado em 2016 pré-olimpíada!

      Excluir
  4. Concordo com To Fly, a Gattaz atualmente é a melhor central do Brasil. Junto a ela eu coloco Bia e Adenízia para seleção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Celino. Acho que Gattaz, Bia, Adenízia e Carol devem ser o quarteto do Mundial (já me antecipando rsrs). Mas claro, tem a Thaísa, tem que se ver como ela voltará.

      Excluir
  5. Foi muito merecido o título do Minas, quanto à indicação de MVP para a Gattaz! Concordo plenamente quando você diz que a Gattaz está sendo a melhor central do Brasil, ultimamente. É incrível vê-la bloqueando perfeitamente, além da quase imparável china. Para uma jogadora de 36 anos, chega a assustar o vigor físico, a explosão, a velocidade que ela apresenta. Foi um jogo muito bom, emocionante!
    A Rosamaria na saída funcionou muito bem. Agora é ver como o Minas vai montar seu elenco para a próxima temporada, haja vista que a maioria dos contratos das jogadoras vão até Maio, e o Mundial está programado para Junho.

    ResponderExcluir
  6. Sao pontos de vista, mas discordo bastante que a Newcombe seja uma jogadora relevante na evolução do time. Ontem mesmo em pelo menos 3 sets ela foi o principal ponto de instabilidade na recepção e teve momentos de muita dificuldade pra virar.
    Pra mim a evolução vem do esquema tatico e estudo do adversário. Bloqueio e defesa estao infinitamente melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo que durante o jogo a Newcombe tenha tido alguns panes, tanto que foi substituída. Porém acredito que ela tenha dado uma melhorada no Camponesa Minas sim. Defendeu bolas importantes que viraram bons contra ataques, além de ter um bom passe e ser uma opção de ataque. Deve-se dá os créditos também a Macris que finta bem os bloqueios pra Newcombe pontuar.

      Excluir
    2. A Newcombe erra muito, mas na maioria das vezes, dá um passe estável ou bom. Mas o time melhorou por completo e a vinda da Sonja deu mais uma opção pro Lavarini. O que tá me encantando no Minas é a sua defesa, tá jogando muito melhor do que durante o primeiro turno.

      A Macris começou a ser a Macris que conhecemos, né gente? Nitidamente ela se perdeu no meio da temporada, mas agora, o que tá jogando...

      Excluir
    3. To Fly, acho que a Macris é uma levantadora que não joga muito bem sem o passe na mão. Mas, com um passe equilibrado, ela consegue ser muito criativa, precisa e imprevisível. Tá bem bonito de ver!

      Excluir
    4. Acredito que com a volta da Hooker, o Lavarinni vá fazer um rodízio com as três principais ponteiras (Rosamaria, Pri Daroit e Newcombe). Quando as jogadoras evoluem você tem que dar créditos a comissão técnica. Ou seja, Lavarinni tem sido grande parte responsável por este processo de evolução do Minas.

      Excluir
  7. Carol Gattaz no seu auge. Hoje, em termos de atuações no conjunto ataque e bloqueio e por ser bola de segurança do seu time é perfeitamente compreensível ela ser apontada como a melhor central brasileira em atividade. Além da Carol Gattaz gosto muito da Ana Carolina do Nilüfer, não custa lembrar que ela é a melhor bloqueadora da Liga Turca e tem um excelente saque. Infelizmente está sendo pouco citada por jogar em um time muito fraco, mas ela individualmente é um dos destaques, inclusive esteve na seleção do primeiro turno da Turquia. Ana Carol, talvez esteja abaixo das outras centrais brasileiras no quesito ataque. Adenizia é ótima bloqueadora e regular atacante. Tem características parecidas com a Ana Carol. Já a Ana Beatriz é ótima no bloqueio e no ataque, além de ter um ótimo toque quando a bola sobra pra ela levantar. Além delas tem a Thaísa, que por toda a história e pela consideração do ZRG, está "no páreo" pela seleção. No entanto, a mesma disse que só volta pra seleção se estiver 100% e em condições de dá o seu máximo e consequentemente pra ser titular. Então, é aguardar pra ver a evolução dela até setembro. Hoje, as 4 centrais da seleção, por justiça, seriam Adenizia Ferreira, Ana Beatriz, Ana Carol e Carol Gattaz, sendo Bia e Gattaz as minhas escolhidas para titularidade.

    ResponderExcluir
  8. Não da pra comparar o poder de decisão no ataque da Gattaz com Adenizia, né? Menos paixão pfv! Adenizia é um monstro no bloqueio, mas não é jogadora de decisão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em que momento houve essa comparação???
      O que teve comparação foi que na temporada passada com a Rondon, curiosamente Adenizia recebia mais bolas e era a jogadora de decisão do clube.
      Nessa temporada com a Carlini era pra continuar a mesma coisa, e foi discutido isso, que era pra ser mantido o mesmo ritmo no recebimento de bolas, mas ela só põe a Haak pra jogo.
      Em nenhum momento houve comparação, o que foi realmente dito foi que realmente a Gattaz ataca muito e tem a melhor china do Brasil!

      Excluir
  9. Enquanto isso o invejoso do Voloch não escreveu ainda sequer uma linha sobre a conquista do MINAS! Depois de ser extremamente anti-ético e desrespeitoso com Minas e Sesc ao afirmar que o Sesc entregou o jogo na Superliga, o que resta ao Voloch difamar? Que o Sesc entregou o Sul-americano também? O fato é que o Voloch detesta algumas pessoas do Minas e do Sesc, pois se fosse o Nestlé que tivesse sido Campeão, logo logo já tinha uma publicação melosa e repleta de elogios ao Neslté, como foi na Copa Brasil.

    ResponderExcluir
  10. O melhor investimento do MINAS foi STEFANO LAVARINI, recém-chegado ao clube LAVARINI conquistou o TORNEIO DO PERU ����, do qual participaram a SELEÇÃO PERUANA, o NESTLÉ e o FLUMINENSE.
    Depois quebrou um jejum enorme e a derrubou a hegemonia do PRAIA, conquistando o CAMPEONATO MINEIRO!
    Stefano Lavarini é um estudioso estrategista, em vez de ficar reclamando como o Paulo de Tarso, montou uma marcação que conseguiu defender ós ataques potentes da Tifany.
    Lavarini ainda é um dos poucos técnicos do mundo que consegue enfrentar o Bernardinho na quadra, é um duelo de estrategistas!
    Muitos falavam da HOOKER DEPENDÊNCIA, mas LAVARINI provou que poderia ganhar sem ela! Claro que Hooker faz falta, mas o técnico soube se virar sem ela!
    Outro ponto importante foi a troca de Naiane por Macris que deu um excelente “up grade” na armação das jogadas!
    Gattaz MVP do CAMPEONATO MINEIRO E MVP DO SUL-AMERICANO, atacante espetacular, quem consegue parar a dupla Gattaz-Macris, tá muito esntrosada e difícil de marcar esse ataque!
    Enfim, todas as jogadoras do MINAS estão de parabéns pelo empenho e a comissão técnica também!
    Chupa Voloch, respeite o Minas, respeite o SESC! Respeite esses técnicos fora-de-série, Lavarini e Bernardinho! Ou vai dizer que o SESC entregou? Respeitem o trabalho de Minas e Sesc!

    ResponderExcluir
  11. Com certeza o post mais esperado do final de semana, falando do jogo em si,apesar de alguns altos e baixos, eu estou perplexo!! Foi uma final memorável as equipes jogaram muitos o que o Rio defendeu não foi brincadeira, mais vale destacar que talvez a 'Hooker dependência' que tanto vimos na temporada passada quando a armadora ainda era a Naiane, acabou. Será que alguém ainda tem divida que o Minas acertou em cheio ao trazer a Macris? Como uma jogadora dessa nunca jogou em equipes grandes antes? Espetacular.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3