Diouf, Pascucci, Lutz e Atkinson são escolhidas para jogar pelo Coreano

Depois de um processo seletivo estranho realizado no Canadá, Confederação Coreana de Voleibol (KOVO) divulgou hoje o nome das quatro atletas escolhidas para disputarem a liga nacional. As italianas Valentina Diouf e Giulia Pascucci defenderão o KGC Daejeon e Heungkuk Pink Spiders respectivamente, enquanto Merete Lutz atuará pelo GS Caltex e Sherridan Atkinson pelo Korea Expressway.

Valentina Diouf foi oficializada hoje como jogadora do KGC Daejeon (Foto: KOVO)


Diouf é a mais experiente dentre as selecionadas e deixa o Sesi Bauru no Brasil e sua compatriota Pascucci estava no Perugia, recém-promovido da segunda divisão italianas. Lutz era jogadora do Cutrofiano também da segunda divisão italiana, enquanto Atkinson teve passagem pelo Galatasaray.

Completam a lista Adora Anae, dos EUA, que defenderá o IBK Altos e Millagros Collar, da Espanha, que defenderá mais uma vez o Hyundai.

Atkinson, Anae, Pascucci, Lutz, Diouf e Atkinson (Foto: KOVO)

Comentários

  1. Natália e Palácios não passaram?

    ResponderExcluir
  2. Que vergonha para Palácios e Natália... Socorro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho vergonha não! Afinal de contas a seleção é acirradíssima e o salário de 200 mil dólares (800 mil reais) é muito alto! Os koreanos fizeram uma seleção rígida e só passaram realmente as melhores. Parabéns à Valentina Diouf que deve ter ido muito bem nos testes para ser selecionada!

      Excluir
  3. Eu fico com a impressão que a Diouf parece querer fugir da Itália. Vai ganhar menos do que poderia ganhar jogando outros campeonatos, inclusive o italiano, que certamente fez propostas a ela. Além disso, o coreano é um campeonato de nível técnico baixo. As jogadoras que passam por lá fazem 30, 40 pontos por partida, mas não evoluem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganhar menos? Como assim? Duzentos mil dólares equivalem a oitocentos mil reais, para o vôlei feminino é um excelente salário! Quantas jogadoras de vôlei não gostariam de ganhar 800 mil reais? Quantas jogadoras de vôlei ganham um salário desses na Superliga? Eu gostaria muito de poder jogar na Korea, pena que não fui selecionada.

      Excluir
    2. O que o primeiro anônimo quis dizer é que a Diouf poderia ganhar mais na Itália, mas tem uma relação conturbada com o vôlei do próprio país.

      Excluir
  4. Velentina Diouf tinha outras propostas para jogar na Europa, porém, nenhuma delas bateu ou foi melhor que a proposta de 200 mil dólares da Coréia que, no Brasil, equivaleria a 800 mil reais.

    ResponderExcluir
  5. Impressionante é como o voleibol universitário da NCAA produz boas jogadoras aos montes. A maioria das selecionadas é fruto desse celeiro de excelentes jogadoras que é a NCAA. A seleção foi tão apertada que até Yoana Palacios ficou de fora. Parabéns à Diouf que recusou propostas na Europa para dar tudo nos testes da KOVO e, com méritos, foi selecionada!

    ResponderExcluir
  6. Diouf vai deitar e rolar nessa liguinha horrorosa. Como defender uma liga onde até a toqueira Tomsia faz caminhões de pontos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho minhas dúvidas disso. Aquela passada lenta dela do tipo "vou atacar ali"... Os times coreanos defendem bastante, ela vai ser muito exigida, terá de atacar de todos os cantos da quadra e precisará ser muito ágil.

      Excluir
    2. Isso sem contar que ela não salta pouco e ainda ataca com o braço encolhido. Vai é tomar toco das coreanas!

      Excluir
    3. ela salta pouco*

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Obrigado por comentarem aqui, mas peço que vocês façam isso com respeito para mantermos um nível de discussão agradável. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. É um prazer voar com vocês! ;)