Rodada da Superliga é marcada por 'vingança' de Minas a Barueri

Noite de vingança na Superliga Feminina de Vôlei. O Itambé Minas derrotou o único time brasileiro que o venceu na temporada de virada por 3 sets a 1 (18/25, 25/23, 30/28, 25/21). A vitória fez com que o Minas permanecesse na liderança da Superliga com 47 pontos, três a mais do que o vice Praia Clube.

Minas se vingou da derrota sofrida para o Barueri no turno (Foto: Orlando Bento/MTC)


Um jogo tenso e equilibrado marcou o confronto. Sem Natália, constantemente poupada pela lesão no joelho, o Minas voltou a sentir a pressão de um adversário que sabe ler seu jogo como nenhum outro. Lana sentiu no primeiro set, saiu zerada no ataque e Dani Lins acelerou o jogo nos contra-ataques. Malu, opção de Lavarini como quarta ponteira e segunda oposta, não oferece a mínima segurança no passe. Com bolas empinadas e sem Natália para esse tipo de ataque, o Minas não sobrevive e assim perdeu o primeiro set.

Mas no segundo, Lana entrou no jogo, melhorou no passe e principalmente no ataque. Mas Barueri também fazia uma grande partida e deu a entender que algo parecido com o primeiro turno aconteceria também na arena do Minas. Barueri chegou a abrir 23 x 21, quando Lavarini colocou Malu (como oposta agora) e Bruninha em quadra. Deu certo! O time mineiro reagiu, Barueri se perdeu e com bloqueios consecutivos em Amanda e Skowronska virou a parcial para 23 x 25 a seu favor.

O terceiro set foi ainda mais acirrado, um duelo particular entre Gabi com 9 pontos e Skowronska com 10 ditou quem perderia um ponto na classificação. Barueri não resistiu, perdeu o terceiro set e chegou sem moral ao quarto. Daí em diante sobrou muito pouco para Zé Roberto fazer e seu time sofreu mais uma derrota.

Gabi foi a maior pontuadora do jogo com 22 pontos, seguida em seu time por Bruna (16), Gattaz (14) e Lana (13). Em Barueri, a oposta Skowronska foi o destaque com 19, seguida de Thaísa (12), Milka (11) e Amanda (11). Uma curiosidade é que Maira fez 8 pontos em quatro sets, enquanto Tainara fez 7 apenas em substituições. Zé Roberto está com medo de arriscar?

Bloqueio triplo de Barueri marca ataque de Gabi (Foto: Orlando Bento/MTC)

Outros jogos

Como esperado, o Sesi Vôlei Bauru levou a melhor sobre o Curitiba Vôlei por 3 sets a 0 (25/20, 25/17 e 25/21), com a oposta Diouf como maior pontuadora da partida com 18 pontos. Já o Osasco-Audax venceu o Balneário Camboriú por 3 a 0 (25/23, 25/13 e 25/16), com destaque para a líbero Camila Brait, premiada com o Troféu VivaVôlei.

O Sesc RJ também se vingou do Fluminense, vencendo as adversárias por 3 sets a 0 (25/19, 25/16 e 25/23). A ponteira Kosheleva terminou o jogo como maior pontuadora com 19 pontos. Mas quem comemorou mesmo foi o São Cristóvão Saúde/São Caetano que conseguiu sua terceira vitória consecutiva e deixou a zona de rebaixamento da Superliga, empurrando seu rival da noite, o BRB/Brasília Vôlei vencido por 3 a 1 (25/21, 25/19, 24/26 e 25/13). Apesar da derrota, a ponteira Natália, do Brasília, foi o destaque com 20 pontos.

Osasco passou com facilidade por Balneário Camboriú (Foto: João Pires/Fotojump)

Classificação

  1. Minas - 47 pts
  2. Praia Clube - 44 pts
  3. Sesc RJ - 37 pts
  4. Barueri - 32 pts
  5. Osasco - 31 pts *
  6. Bauru - 26 pts
  7. Curitiba - 20 pts
  8. Fluminense - 18 pts *
  9. Pinheiros - 14 pts
  10. São Caetano - 14 pts
  11. Brasília - 13 pts
  12. Camboriú - 7 pts
* Um jogo a menos

A imagem pode conter: 1 pessoa, praticando um esporte e shorts
Resultado positivo tirou São Caetano da zona de rebaixamento da Superliga (Foto: Osvaldo F./Contrapé)

Comentários

  1. Acho que o Sesc se consolida em #3 e as outras vagas ficam com Barueri, Osasco e Bauru. Este último com grandes chances de terminar em #4
    Minas com essa posição foge do Sesc num confronto de semi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha humildissima opinião, o Sesc não é mais um problema para o Minas, sim eu sei! Bernardo está do outro lado. Porém, o time do Minas ou me ver só perder em um confronto de 3 jogos para uma equipe com um bom elenco que não é exatamente o do Sesc.

      Excluir
  2. Foi uma pena, Barueri jogou muito contra o Minas, porém vacilou em momentos decisivos. Minha grata surpresa, a Amanda, está jogando muito bem! Claro, no clube. Ajudou bem a Skowronska que como sempre é soberana mais o problema realmente é a Maira, I'm sorry mais ela é péssima. Creio que o Ze está tentando fazer da Tainara, o Bernardo a Drussyla em 2017 porque é óbvio que com Maira não dá! Ela está ali ao menos pra fazer fundo, mais o fundo dela não existe. Zé vai por mim com Amanda, Tainara e Skowronska vocês vão mais longe.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3