Camera sai do banco, salva Novara e time é tricampeão da Copa Itália

Uma grande partida do mais alto nível do voleibol mundial aconteceu hoje em Verona, na Itália: a final da Copa Itália entre o atual líder e vice-líder do campeonato nacional, respectivamente Conegliano e Novara. Mas o resultado foi diferente da classificação: o Novara bateu o Conegliano por 3 sets a 2 (25-22, 20-25, 12-25, 25-22, 15-12)

Letizia Camera foi eleita a melhor jogadora da final da Copa Itália (Foto: Rubin/LVF)


Chamamos a atenção para o terceiro set: o Novara perdeu por 25 a 12, levando uma surra tática do Conegliano. Ali parecia tudo resolvido e o Conegliano venceria mais um título em cima do Novara. Afinal, Barbolini tem decisões estranhas: não faz o mínimo sentido manter Plak como titular. Além de ser uma passadora muito ruim, vive uma péssima fase no ataque. O técnico revezou a jogadora com Piccinini durante todo o jogo, mas não enxergo nenhum papel que Plak posse cumprir a não ser como substituta de Bartsch

E isso contribuiu para o início ruim do Novara, aliado à má distribuição de Carlini. A americana tem um estilo polêmico, o "feijão com arroz bem feito". Podemos compará-la, no mesmo estilo, com a brasileira Roberta Ratzke e com a italiana Alessia Orro. Usam pouco as meios, utilizam-se sempre de sua principal pontuadora. Isso não faz o jogo tão bonito, mas também pode funcionar. Não foi o caso de hoje. 

E foi por isso que Letizia Camera saiu do banco no quarto set para mudar a história da partida e salvar o Novara. A levantadora entrou forçando o jogo com Chirichella e Veljkovic e dificultando o bloqueio do Conegliano. Carlini precisa entender que tem duas das melhores centrais da Europa no seu time, não dá para optar sempre pelas bolas altas! Ainda mais com um bloqueio gigante como o do Conegliano. E Camera deu seu show, driblou o bloqueio do Conegliano que não resistiu.

Camera acelerou o jogo com as centrais, ludibriando o bloqueio do Conegliano (Foto: Rubin/LVF)

Pelo lado do time de Villorba, uma grande partida de Sylla com 21 pontos, aliás, que grande campeonato da ponteira! O Conegliano não fez uma partida ruim, pelo contrário, valorizou e muito a vitória do Novara, só senti falta de um pouco mais de efetividade de Hill e talvez Lowe pudesse ter ajudado mais, em um dia que Fabris também não teve atuação brilhante.

Mas tudo o que eu posso dizer no tricampeonato do Novara é: que jogo, senhorxs!

Copa Itália - Final 

Novara 3 x 2 Conegliano (25-22, 20-25, 12-25, 25-22, 15-12).

NOV: Carlini (1), Plak (6), Chirichella (10), Bartsch (15), Veljkovic (11), Egonu (29), Sansonna (L). Sub: Camera (1), Nizetich (2), Piccinini (1), Bici (2), Zannoni (L).

CON: De Kruijf (13), Danesi (11), Fabris (21), Wolosz (3), Hill (11), Sylla (21), De Gennaro (L). Sub: Fersino, Tirozzi.

Agil Volley Novara é tricampeão (2015, 2018, 2019) da Copa Itália (Foto: Rubin/LVF)

Comentários

  1. Cada vez mais feio esses jogos do italiano, onde você ver uma disparidade enorme entre a maior pontuadora e as demais jogadoras. Esse jogo parece ter sido uma exceção, mas não devemos isso a Roberta americana, Lauren Carlini. #deboche
    Hill segue ladeira abaixo e Sylla é 8 ou 80, arrasou no Mundial inteiro pra cagar na final, a meu ver não é uma jogadora de confiança, o técnico do Cone com medo de pipoca nem colocou a Lowe em quadra. Kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas isso depende do time, da levantadora. Se vc pegar Barueri, a Skowronska tem o mesmo caso. Já o Conegliano todas pontuam consideravelmente bem, podemos até comparar esse sistema ao Minas.

      No Novara e no Scandicci é assim mesmo, mas há muito revezamento no Busto, no Monza, no Firenze...

      Excluir
  2. Esse comentario seu da Carlinni To fly me fez lembrar que alguns "anônimos" aqui do blog dizendo que ela era melhor que a Lloyd.E tambem de levantadora que faz o basico você esqueceu de citar a pèssima Zivkovic da Servia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, ótima colocação, esqueci a Bojana Zivkovic!

      Excluir
    2. Como não lembrar da lendária Ekaterina Kosianenko (vulgo Pankova) hahahhahhahaha essa sim dá uma surra de 10x0 no quesito "feijão com arroz"

      Excluir
  3. Ainda bem que alguém falou que a Carlini é mediana assim eu posso dizer isso sem ser crucificado. Nunca achei nada demais nela. Isso ficou claríssimo na final.
    Agora, o que joga a Veljkovic é um absurdo! Foi só a Camera distribuir um pouquinho melhor o jogo e ela destruiu com a marcação do Conegliano. Outra que jogou muito foi a Sonsenna, varrendo o fundo de quadra. Achei merecida a conquista do Novara!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é aquele tipo de levantadora que vai ser isso pro resto da carreira. O jogo dela é SÓ o simples, mas não por falta de talento, mas por falta de ousadia! Ela é a mesma coisa da Molly K., que apareceu, foi jogar no Eczasibasi e sumiu. Tudo isso em 2 anos.
      A maior levantadora que os EUA já tiveram foi de longe a Glass. Essa sim era INCRÍVEL. Chutava até no saque kkkk

      Em relação à conquista... queria que o Cone levasse. Time mais completo

      Excluir
    2. É Veljkovic no feminino e Lisinac no masculino, ambos se equivalem. Casal maravilhoso e talentoso.

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3