Cannes perde invencibilidade e Mulhouse lidera Francês ao final do primeiro turno

Terminou ontem (26) o primeiro turno do Campeonato Francês entre os 14 times da divisão principal do país. Até então invicto, o Racing Club de Cannes foi derrotado pela primeira vez no campeonato, caindo por 3 sets a 2 (25/20, 25/17, 23/25, 23/25, 15/8) para o Nantes. A principal culpada da derrota foi uma ex-jogadora do Cannes e uma grande esperança da França, a oposta Lucille Gicquel (21 anos, 1m89), dona de 29 pontos. Pelo Cannes, a oposta Adela Helic foi a maior pontuadora com 20.

Myriam Kloster e Noemi Signorile não conseguiram evitar a derrota do RC Cannes (Foto: CEV)


A derrota do Cannes garantiu liderança isolada ao Mulhouse, que já era líder mesmo com uma vitória a menos, já que o Francês também prioriza número de pontos antes de número de vitórias. Mas o Mulhouse voltou a vencer, batendo o tradicional Saint-Raphael por 3 sets a 0, na casa das adversárias. Boa atuação da italiana Anastasia Guerra, maior pontuadora do jogo com 13 pontos. A chegada tardia de Guerra foi essencial para o crescimento e a manutenção da liderança pelo Mulhouse.

Quem passou um sufoco foi o Volero Le Cannet, que tomou 2 a 0 do frágil Quimper, 12º colocado do Francês. Mas o Volero se reabilitou, com poucas alterações e virou a partida por 3 sets a 2, confirmando o terceiro lugar na classificação geral.

Confiram a classificação do Francês, ao final do primeiro turno:

Campeonato Francês - 13ª Rodada

  1. Mulhouse - 37 pts
  2. RC Cannes - 34 pts
  3. Volero Le Cannet - 27 pts
  4. Nantes - 24 pts, 9v
  5. Beziers - 24 pts, 8v
  6. Vandoeuvre - 20 pts, 7v
  7. Saint-Raphael - 20 pts, 6v
  8. Paris St-Cloud - 19 pts, 1.0 set av.
  9. Venelles - 19 pts, 0.9 set av.
  10. Marcq - 15 pts
  11. Mougins - 11 pts
  12. Quimper - 10 pts
  13. Chamalieres - 9 pts
  14. France 2024 - 1 pt
Mulhouse de Anastasia Guerra é líder do Francês (Foto: reprodução/Instagram)

Comentários

  1. Respostas
    1. E ainda saiu do Suíço dizendo que o campeonato lá era fraco demais. Coragem...

      Excluir
  2. Uma vez eu assistir a esse campeonato e ele era pèssimo as levantadoras a maioria delas eram muito limitadas,as centrais não bloqueavam nem atacavam,as ponteiras mal sabiam passar e as opostas apesar de toda altura não tinham impulsão nem tao pouco atacavam bolas ràpidas.
    No mais vi que là pelo menos eles pensam em 2024 enquato aqui no Brasil o tècnico ainda pensa em jogadoras de Londres 2012 e o refugo da Rio2016.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A França é o único país que tem um dos melhores campeonatos do mundo, ali no top 10, mas não tem uma seleção de primeiro nível.

      A principal razão disso é que esse é um campeonato ascendente, que está crescendo. Bons nomes estão surgindo lá aos poucos: Gicquel, Kloster e uma outra menina que esqueci o nome.

      France 2024 é um clube criado pela federação a exemplo do Club Italia, com nome e objetivo: fortalecer o voleibol no país para as olimpíadas em casa.

      Excluir
    2. A que esqueci é a Juliette Fidon, do Angels Beziers ^^"

      Excluir
  3. O campeonato francês vem chegando devagarzinho que continue esse crescimento das equipes só o volei ganha!!

    ResponderExcluir
  4. Legal ver que a liga francesa está em ascensão. Acompanho alguns jogos no ponto a ponto mas nunca cheguei a ver nenhum jogo. Faz meio que o caminho inverso do masculino onde a seleção é forte e a liga é intermediária pra fraca. Quem sabe a seleção francesa não se torna uma potência daqui a alguns anos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3