LNV - Dia 13: Sérvia bate EUA com time B, China vira sobre Alemanha

Sérvia 3 x 1 Estados Unidos (30-28, 23-25, 25-20, 25-18)
MP: Milenkovic (23), Bjelica (20) | Bartsch (26), Akinradewo (11)

Um dos resultados mais inacreditáveis dessa Liga foi a derrota dos EUA nesta terça-feira. A seleção sérvia, a reserva, sem as estrelas, deu uma verdadeira coça nas americanas por 3 sets a 1. Milenkovic se redimiu da vergonha que passou na última semana - fez 6 pontos de bloqueio, inclusive - e Bjelica calou os críticos - eu inclusive. Mas as americanas ajudaram, time conhecido por errar pouco cedeu 27 pontos às europeias. Bartsch foi a única que se salvou nos EUA, 22 pontos de ataque. Lloyd pode esquecer desse dia na sua distribuição, muito fraca. E as opostas americanas... Drews saiu com 10 pontos, 35% de aproveitamento em ataques e pesadelos com o bloqueio de Milenkovic. Larson nem entrou.



China 3 x 2 Alemanha (20-25, 25-27, 25-17, 25-23, 15-8)
MP: Gong, Li, Duan (12), Yuan (11) | Drewniok (23), Geerties (19)

A Alemanha começou enquadrando a China em casa, surpreendendo as campeãs olímpicas. No segundo set, as alemãs venceram de virada, o que poderia abalar o psicológico das chinesas. Mas a camisa pesou e a Alemanha não conseguiu manter seu bom ritmo de jogo, provando isso no número excessivo de erros, 37 pontos de graça dados às asiáticas. Do outro lado, o ataque da China foi ruim - mas a terça foi mesmo de redenção. A menina Li YY saiu do banco efetivamente no terceiro set para ser decisiva para a vitória da China. A China atacou mal mas bloqueou bem: 54x66 em ataques, 14x8 em bloqueios. Jiajie aproveitou para fazer testes e pôs a terceira levantadora como titular, estreando na competição. Na Alemanha, destaque para a oposta Drewniok, que nem deixou a saudades de Lippmann doerem tanto e para Geerties, outra que se redimiu. 



Holanda 3 x 2 Turquia (25-11, 31-29, 16-25, 20-25, 15-10)
MP: Sloetjes (24), Buijs (15) | Baladin (17), Ismailoglu (15)

A Holanda começou massacrando a Turquia, um inacreditável 25 a 11, com 9 pontos de Buijs. O segundo set foi mais pegado e a culpada disso é uma jogadora que nem deveria estar no banco da Turquia: Baladin. Eu não discuto que ela é a ponteira com maior recursos de ataque nessa seleção. A entrada de Baladin ajudou o time turco na definição (Ercan deixou a quadra com 0% de aproveitamento) e a Turquia cresceu e empatou a partida. Mas se as opostas da Turquia sofrem e são inconstantes, Sloetjes tá jogando muita bola pela Holanda! E no tie-break, Morrison fez uma alteração - que eu já faria em definitivo - colocando Stoltenborg como levantadora titular. Assim, a Holanda evitou a derrota.



Polônia 3 x 2 Japão (18-25, 25-15, 25-16, 21-25, 16-14)
MP: Smarzek (33), Medrzyk (16) | Koga (19), Shimamura, Kurogo (14)

A Polônia segue sendo a seleção mais surpreendente desse campeonato e hoje derrotou a boa seleção do Japão. E poderia ter vencido com mais facilidade, se não tivesse tomado uma virada no quarto set. O problema do time é depender muito de Smarzek e ter duas extremas fracas, além de errar coisas mínimas. O Japão entra para a lista das redentas com o retorno de Koga, que tem feito partidas ruins e foi o destaque ofensivo do Japão hoje. Deus sabe porque, Atkbas (técnico nesta semana) tirou Koga no tie-break e o Japão não resistiu. As polonesas até tentaram ajudar entregando a partida, mas um erro de Uchiseto (justamente a substituta de Koga) fechou o jogo.



Brasil 3 x 1 Bélgica (25-15, 25-14, 21-25, 25-23)
MP: Tandara (15), Amanda, Bia (11) | Herbots (21), Van Gestel, Goliat (11)

O Brasil complicou esse jogo mais do que deveria e escancarou o quanto precisa de Tandara. A oposta saiu do time no terceiro set e foi justamente a partir daí que o abatido time belga reviveu. E essa nem é a seleção principal da Bélgica ou pelo menos não as melhores do país. Mas tem um fenômeno: Herbots. Essa sim, aos 18 anos já é uma grande ponteira e jogou muito hoje. Van De Broek poupou Grobelna, testou Goliat e não deu certo. As ponteiras do Brasil não tem poder de definição e Rosamaria que entrou numa gelada teve uma apresentação fraca.



Argentina 3 x 0 Coreia do Sul (25-18 26-24 25-21).
MP: Nizetich (14), Lazcano, Anahí T. (11) | Park (17), Lee (7)

Eu achei que eu nunca faria esse post como a Argentina na frente do placar, mas esse dia chegou. Foi só Nizetich estrear na seleção que a ponteira já comandou o ataque das sul-americanas. E a Argentina deu uma surra na Coreia no quesito ataque, 44 a 31. Mas também, a Coreia veio com sua seleção praticamente reserva. 



Rússia 3 x 0 R. Dominicana (25-21, 25-20, 25-16)
MP: Lyubushkina, Biryukova, Kotikova (9), Lazarenko (8) | Martinez (12), Lopez (7)

Nem a Rússia desfalcada e jogando mal conseguiu ser batida pela Dominicana. As russas atacaram mal, bloquearam mal, erraram mais do que as caribenhas e ainda assim venceram sem muitas dificuldades. O ataque dominicano simplesmente não funcionou, a Rússia venceu nesse fundamento por 43 a 27. Infelizmente a levantadora Dominguez segue sem ter oportunidades.



Itália 3 x 0 Tailândia (25-11, 25-17, 25-15)
MP: Pietrini (14), Bosetti (13) | Moksri (8), Srithong, Kongyot (5)

Uma vitória de completa superioridade da Itália, em todos os fundamentos. A Tailândia teve uma de suas piores atuações na liga e sem dúvidas foi a pior do dia. A Itália mal precisou de Egonu e foram as ponteiras que comandaram as pontuações. No bloqueio então, a superioridade ficou nítida: 13 a 0. Vitória fácil da azurra.



Classificação


  1. Estados Unidos (class. para o Final 6)
  2. Brasil (class. para o Final 6)
  3. Sérvia (class. para o Final 6)
  4. Holanda
  5. Turquia
  6. Itália
  7. China (sede do Final 6)
  8. Rússia
  9. Polônia
  10. Japão
  11. Alemanha
  12. Coreia do Sul
  13. Bélgica
  14. R. Dominicana
  15. Tailândia
  16. Argentina

Comentários

  1. Quem vai segurar a Itália no futuro em, Pietrini (18), Egonu (18), Malinov (22) e essa central Sara Fahr de 1,95m com 16 anos? Segura a Itália que eu quero ver, kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula Yamila Nizetich é aquela andorinha que faz muito verão sim, a "Dona do Time", a que assume a responsabilidade no passe, ataque, bloqueio e leva o time junto com ela! Nizetich é raçuda, pilhada, agitada, uma líder, com ela não tem esse negócio de ficar dormindo dentro da quadra, com cara de paisagem... Com a estreia de Nizetich, a Argentina conquistou sua primeira vitória, porém Nizetich estreou tarde demais, difícil livrar a Argentina da última colocação e do rebaixamento...

      Excluir
    2. Realmente a Itália faz um trabalho de base espetacular. Pena que dificilmente elas passarão pra fase final, devido as derrotas com o time reserva no começo da Liga. Desperdício passar a Turquia e a Itália ficar fora.

      Excluir
    3. Não considero desperdício passar a Turquia não, pois se a ITália fez um bom trabalho de base, a Turquia fez o mesmo... A Turquia com um time todo renovado bateu as mais experientes veteranas velhas de guerra dos EUA.

      Excluir
    4. O erro foi o Mazzanti foi voltar com algumas titulares só na 3ª semana. Turquia vai merecer a vaga se passar pra fase final pq desde o começo vem jogando bem com um time renovado.

      Excluir
  2. Esse jogo do Brasil com a Bélgica foi um dos jogos mais tediantes que já vi da seleção brasileira. Uma vitória sem brilho algo. Se alguém realmente brilhou ali foi a Brits, seleção estava totalmente apática. Acho que o carma de 2016 ainda assombra as americanas e vê-las perdendo é maravilhoso. China toda meketrefezinha, um jogo de colegial entre Argentina e Coréia, um jogo até legal entre Turquia x Holanda. Primeiro dia da semana 5 foi o mais tedioso de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala sério! As jogadoras tem que se poupar para as finais, evitar contusões, o errado foi o Zé insistir com um time titular pra um jogo sem importância contra a Bélgica, as titulares estão cansadas e desmotivadas para essa última semana q não vale NADA!
      Então porque não usar as reservas?

      Excluir
    2. Hoje contra a Tailândia ele rodou mais o elenco. Adê vai vir descansada para botar as italianas pra descer amanhã.

      Excluir
  3. Uma pena os EUA ter cometido tantos erros, o jogo estava ótimo. Estava torcendo por um tie break. Achei a Pusic melhor que a Popovic, espero que ganhe a titularidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Genten! Como bloqueia essa Milenkovic! Foi um show de tocos para cima das Yankees!!!

      Excluir
    2. O time do US não tem nada demais. Elas tão longe de serem imbatíveis. As opostas são super medianas e o que segura a equipe é uma certa regularidade na recepção. Elas não são as favoritas para o Final Six. Aliás, ninguém é. Inicia-se um novo campeonato em Nanjing e qualquer uma das seis seleções classificadas pode ser a campeã da VNL.

      Excluir
  4. Lembrando que a Argentina pode não ser a última colocada da fase classificatória se ganhar da Sérvia e do US e torcer por outros resultados. É difícil, mas não impossível e elas estão jogando com o apoio da torcida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acordo miga! Louca de pedra! A torcida vai entrar em quadra para fazer a Argentina ganhar de EUA e Sérvia B? NÃO VIAJA NA MAIONESE!

      Excluir
    2. A torcida vai incentivar as argentinas darem o seu melhor hoje e amanhã. Se elas vão corresponder em quadra são outros quinhentos. Existe a possibilidade por mais difícil que seja, por isso eu fiz aquela colocação.

      E por que escrever desse jeito? Eu nem estou torcendo pra Argentina lol

      Excluir
  5. Parece que quando a Boskovic não está em quadra a Sérvia joga melhor. Todas as jogadoras jogaram muito bem. Muito volume de jogo. Bloqueios, coberturas, defesas... A Zivikovic distribuiu muito bem as bolas. Stevanovic não rendeu muito hoje. Blagojevic e a Pusic defenderam e passaram muito. Agora Bjelica e Milenkovic chamaram a responsabilidade e viraram muito bem. As americanas se surpreenderam com o volume de jogo da Sérvia. Foi um jogo muito bom de ambas as partes.

    ResponderExcluir
  6. Impossível a equipe americana ter levado aquela sova contra as reservas sérvias em um dia normal. Era notório o cansaço ianque que deram uma volta ao mundo vindo da China para a Argentina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O time da Sérvia tbm estava cansado. A equipe do US não jogou bem, é simples explicar a derrota de ontem. Fora que o US deita pra Sérvia desde a 2015 World Cup.

      Excluir
    2. Lógico que não jogou bem! A equipe não jogou nem metade do que pode, vide a Lloyd que fez sua pior partida no campeonato.
      Os EUA tem mais voleibol que isso, não é atoa que são as primeiras colocadas.

      Excluir
  7. Bjelica é aquela jogadora chove e não molha. Consegue fazer um jogo top um dia e outros horríveis em outros "mil dias".
    O problema da Sérvia é o mesmo da Rússia. Quando tem sua principal estrela, Boskovic e Goncharova, as levantadoras se preocupam tanto em levantar bola pra elas que acabam esquecendo as outras jogadoras e deixando o jogo previsível e marcado. Quando elas não estão em quadra todas jogam.

    ResponderExcluir
  8. Aquela derrota no tie para o Japão na semana 3 (já com a volta de algumas titulares) eliminou a Itália da fase final. O Mazzanti poderia ter voltado com Egonu e cia já na semana 2. As turcas e o Guidetti são insuportáveis, mas mereceram estar no Final Six em Nanjing. As partidas de amanhã vão definir os grupos. Vcs preferem que a gente encare as chinesas logo de cara para evitar uma possível semi contra elas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrando que no grupo A estarão a China, o 3º lugar e o 4º. Já no grupo B, vão estar o 1º lugar junto com o 2º e o 5º.

      Excluir
    2. Tanto faz o grupo, todas as seleções são difíceis e de altíssimo nível,então, tanto faz ficar no grupo A ou B, não vai ter moleza!
      Importante destacar POLÔNIA e ITÁLIA que tiveram um começo não muito promissor, mas que terminaram com CHAVE DE OURO fazendo belas partidas. A Polônia,por exemplo,acabou de humilhar as russas num 3x0 rápido e fácil com direito a 25x15 no último set, da mesma forma a Itália humilhou a Bélgica!

      Excluir

Postar um comentário

Oi, gente!

Nós agradecemos muito por vocês comentarem aqui. Mas precisamos pedir que vocês façam isso com respeito. Ofensas pessoais à jogadoras e a outros membros não serão aceitas. Torçam à vontade, a favor e contra seleções, times e jogadoras. Mas vamos manter essa ferramenta como uma caixa apropriada e divertida para conversarmos, ok? ;)

Obrigado pela colaboração de todos, é um prazer voar com vocês! <3